“Alfredo Volpi na Berlinda”: crítica de arte e projetos estéticos concorrentes

  • Antonio Brasil Jr. Universidade Federal do Rio de Janeiro

Resumo

O artigo discute tentativas concorrentes de se traduzir a obra pictórica de Alfredo Volpi no interior do movimento concretista em meados da década de 1950. Em particular, apresenta alguns aspectos da interpretação feita por Theon Spanudis, figura algo marginal no concretismo brasileiro, mas importante colecionador e crítico da obra volpiana. Ainda, situa o embate entre Spanudis e Waldemar Cordeiro a respeito do sentido do “Volpi construtivista”, mobilizando, para tal, artigos e materiais documentais diversos disponíveis no Fundo Theon Spanudis, depositado no Instituto de Estudos Brasileiros (IEB/USP).

Biografia do Autor

Antonio Brasil Jr., Universidade Federal do Rio de Janeiro

Antonio Brasil Jr. é professor do Departamento de Sociologia e do Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Antropologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). É doutor em Sociologia pela UFRJ. Realiza pesquisas nas áreas de pensamento social no Brasil e teoria sociológica. Atualmente é um dos coordenadores do GT “Pensamento social no Brasil” da Sociedade Brasileira de Sociologia (SBS). É um autor de Passagens para a teoria sociológica: Florestan Fernandes e Gino Germani (Hucitec, Clacso, 2013).

Publicado
2019-07-15