Diversidade cultural nos mercados de comunicação e cultura: um panorama das discussões e métodos de pesquisa na indústria fonográfica

Autores

DOI:

https://doi.org/10.34019/2318-101X.2018.v13.13912

Resumo

A diversidade cultural se tornou um critério importante para a formulação de políticas culturais. No entanto, a definição conceitual desse elusivo termo e o desenvolvimento de técnicas de mediação de seus níveis em mercados de comunicação e cultura constituem um grande desafio. É interessante notar que a indústria fonográfica tornou-se um laboratório de desenvolvimento de técnicas de pesquisa sobre diversidade cultural, contando, hoje, com uma vasta literatura dedicada ao tema. Contudo, na medida em que a própria indústria fonográfica se digitaliza, torna-se urgente revisar os fundamentos dessas pesquisas. Este artigo apresenta, portanto, um duplo objetivo. Por um lado, propõe uma descrição dos métodos de medição da diversidade cultural no mercado fonográfico, a partir da análise dos principais estudos dedicados ao tema. Por outro, descreve o negócio fonográfico na era digital, a fim de avaliar a necessidade ou não de revisão dos tradicionais métodos de mediação de seus níveis de diversidade cultural. Como considerações finais, aponta tópicos importantes para futuras pesquisas sobre organização do mercado de comunicação e cultura e diversidade cultural. 

Biografia do Autor

Leonardo de Marchi, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Doutor em Comunicação e Cultura. Bolsista PNPD na Universidade do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Estado do Rio de Janeiro.

Downloads

Publicado

2018-12-20