História oral, memória e reinterpretação contemporânea do Congado pelo filme documentário - Resenha de: ZÉ Carreiro, a Padroeira e o Congado. Direção: Carlos Reyna. Juiz de Fora, MG: Lavidoc, 2016. (20 min.), color, som original.

  • Erika Savernini FACOM - UFJF

Resumo

Resenha do documentário em curta-metragem Zé Carreiro, a Padroeira e o Congado. O filme é uma produção do grupo de pesquisa Lavidoc (Laboratório de Antropologia Visual e Documentário) da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), coordenado pelo professor Carlos Pérez Reyna, que atua no Instituto de Artes e Design e no programa de pós-graduação em Ciências Sociais da UFJF, é também o diretor do filme. Girando em torno de Zé Carreiro, capitão do congado da cidade mineira de Coronel Xavier Chaves, o documentário trata de uma das mais tradicionais manifestações culturais brasileiras, particularmente de Minas Gerais, o congado.

Biografia do Autor

Erika Savernini, FACOM - UFJF
Mestre e doutora em Artes – Cinema (EBA-UFMG), profa. Adjunto III, colaboradora no PPGCOM, coordenadora do curso de RTVI (FACOM-UFJF).
Publicado
2017-11-30