Docências no ensino de sociologia: saberes e trajetórias biográficas de professores da educação básica

  • Marcos Antônio Silva Universidade Federal de Juiz de Fora Instituto de Ciências Humanas Departamento de Ciências Sociais
  • Cirlene Cristina de Sousa

Resumo

O artigo examina a constituição da docência de dois professores de sociologia do ensino médio, indagando pelos saberes que circundam a tessitura de uma experiência  rofissional. As ontribuições teóricometodológicas de Tardif e Raymond (2000) sinalizam que “pensar a genealogia” de um ofício é evidenciar a complexidade dos referenciais vividos por um determinado profissional em diferentes tempos e lugares da configuração de suas carreiras, o que exige uma análise relacional entre o percurso, os saberes biográficos e uma determinada profissão. Baseamo-nos também em Nóvoa (2002) e Teixeira (2007) para compreender como tais percursos influenciaram nas escolhas e nas posturas manifestas no exercício da docência dos sujeitos pesquisados. O nosso lócus privilegiado de observação foi o ambiente escolar, com um olhar especial para a sala de aula, lugar onde a docência se constitui cotidianamente e na qual os professores se mostram pessoas vivas, corporais, sujeito socioculturais (Teixeira, 1996).

Publicado
2017-10-02