A dor e a delícia de lecionar sociologia no ensino médio: a experiência de professoras e de professores da rede pública de Juiz de Fora

  • Paulo Fraga Universidade Federal de Juiz de Fora Instituto de Ciências Humanas Departamento de Ciências Sociais
  • Síntia Soares Helpes

Resumo

A sociologia como disciplina do Ensino Médio desenvolveu-se com descontinuidades e intermitências, enfrentando diversas questões relacionadas ao conteúdo a ser lecionado, metodologia do ensino, material didático adotado e formação de professores. Neste sentido, o objetivo do presente artigo é compreender os desafios e as perspectivas do ensino de sociologia na rede pública de Juiz de Fora, a partir da experiência social de um dos principais atores envolvidos nesta tarefa: os professores. A metodologia utilizada foi a realização
de duas entrevistas coletivas com docentes selecionados aleatoriamente. Percebemos, dentre outras questões, que apesar de trabalhadores efetivos e designados apresentaram preocupações específicas decorrentes das suas
condições de trabalho, algumas questões convergem em ambos os grupos, tais como: a baixa carga horária gera uma série de limitações para o ensino da disciplina, a crítica ao modelo de organização escolar e à reforma do ensino médio, desaprovada pelos entrevistados tanto pela forma de implementação, quanto pelo seu conteúdo.

Publicado
2017-10-02