Philippe Descola. As afinidades seletivas: aliança guerra e predação no complexo jivaro

  • Rafael Fernandes Mendes Júnior

Resumo

Muitos dos estudos consagrados à guerra amazônica consideram-na do ponto de vista de sua suposta função ou de seu papel nos sistemas cosmológicos, sem levar em conta as armaduras sociológicas que a organizam. A análise da guerra Jivaro mostra que ela manifesta diferentes modalidades da relação de afinidade segundo um continuum do próximo ao distante: afinidade real dos protagonistas da vingança, afinidade potencial dos inimigos tribais, afinidade ideal dos provedores de cabeças reduzidas. Substituída a caça às cabeças em certas tribos, uma exofiliação mística restabelece entretanto a consanguinidade como valor dominante e assinala a instabilidade estrutural do modelo dravidiano e a sua capacidade de acomodar as vicissitudes históricas.
Publicado
2017-02-21