Construindo Pontes Metodológicas: Sobre Contingências e Sentidos em Projetos de Pesquisa

  • Lucas Correia Carvalho Universidade Federal do Rio de Janeiro

Resumo

O artigo investiga as possibilidades heurísticas de se tomar a história das ciências sociais a partir de seus projetos de pesquisa. Para tanto, seleciona como objeto de análise o Projeto “Emprego e mudança socioeconômica no Nordeste” (1975-1977), desenvolvido no PPGAS/MN, para demonstrar como os significados cognitivos desse tipo de atividade intelectual ganham nova inteligibilidade quando associados analiticamente às práticas institucionais. Ao se destacar as relações entre pesquisadores e agências financiadoras, o artigo percorre o longo caminho de negociações que, longe de serem meramente burocráticas, confeccionaram as estratégias metodológicas do Projeto. Motivações, intenções e interesses de toda ordem estão emaranhados nas redes de ações que definem o próprio alcance das investigações. Contudo, não é de somenos importância a capacidade técnica e intelectual com que pesquisadores, de forma individual ou coletiva, mas sempre criativa, adéquam ou até mesmo transformam certas contingências em problemas de pesquisa. Nesse sentido, buscou-se a partir da própria costura de interesses envolvidos nas negociações uma visão mais integrada e ao mesmo tempo matizada da relação entre o contexto e as proposições metodológicas do Projeto.

Biografia do Autor

Lucas Correia Carvalho, Universidade Federal do Rio de Janeiro
Programa de Pós-graduação em Sociologia e Antropologia (PPGSA) da UFRJ
Publicado
2017-10-02