A Política do Precariado: Do Populismo à Hegemonia Lulista

  • Marcela Fernanda da Paz de Souza Universidade Federal de Juiz de Fora Instituto de Ciências Humanas
  • Ludmila Maria Noronha Souza Universidade Federal de Juiz de Fora Instituto de Ciências Humanas

Resumo

Um reconhecido esforço teórico e reflexivo demarca a obra de Ruy Braga, cuja proposição estabelecida no estudo é a superação dialética da hegemonia lulista, a qual consiste em combinar o consentimento passivo das massas com o consentimento ativo das direções sindicais, permitindo elevar em um patamar superior o populismo brasileiro. Para tanto, apresenta como fio condutor da pesquisa a política do precariado, revisitando as etnografias e estudos de casos do operariado, através de um diálogo com Chico Oliveira e André Singer, como também, Juarez Lopes, Leôncio Rodrigues, Luiz Pereira e Jessé Souza. É uma obra que conjuga objetividade científica e criticas política e moral. 

Biografia do Autor

Marcela Fernanda da Paz de Souza, Universidade Federal de Juiz de Fora Instituto de Ciências Humanas
Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais na Universidade Federal de Juiz de Fora. Bolsista Capes DS. Bolsista PDSE-10566/12-0.
Ludmila Maria Noronha Souza, Universidade Federal de Juiz de Fora Instituto de Ciências Humanas
Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais na Universidade Federal de Juiz de Fora. Bolsista Capes-DS.
Publicado
2015-03-26