Conflitos sobre os usos do espaço urbano na cidade do Rio de Janeiro: a operação "Choque de Ordem"

  • Nilton Silva dos Santos

Resumo

Neste artigo procuraremos analisar de que maneira a política de ordenação e repressão da prefeitura municipal do Rio de Janeiro, intitulada "Choque de ordem", tem sido aplicada aos diferentes espaços da cidade. Pretendemos entender sua gênese, analisando-a como fruto de políticas regulatórias das condutas e comportamentos dos cidadãos cariocas num processo civilizatório, num sentido eliasiano, que tem obtido apoio, sobretudo dos meios de comunicação de massa. Ao mesmo tempo a regulação e privatização de espaços públicos tem impedido, sobremaneira, usos "rebeldes" por parte de importantes atores sociais, tais como vendedores ambulantes, brincantes no carnaval, moradores de rua, passeatas de movimentos sociais, etc.
Entender a "natureza sociológica do conflito” (Simmel) em curso na arena urbana, na sua multiplicidade de processos de interação e de mediação, revelará a presença de surdas disputas em curso por atribuir eficácia simbólica (Delgado:2003) ao espaço público e a seus usos.

Publicado
2014-01-23