Reconstrução identitária em processos de reassentamento: a experiência de moradores em programas de habitação social

  • Ana Paula Serpa Nogueira de Arruda

Resumo

Este artigo se propõe analisar o impacto social da política de produção de moradias populares sobre os moradores assistidos e suas possibilidades de reconstrução identitária em meio a processos de reassentamento. O objeto deste estudo será o município de Campos dos Goytacazes-RJ que vem nos últimos 13 anos produzindo diversos conjuntos populares. Para tanto, propomos analisar a política municipal de remoção de favelas neste município, a partir da percepção e relatos dos moradores reassentados.  Analisaremos o caso do conjunto habitacional da Aldeia, construído em 2001, uma vez que este constituiu um dos primeiros passos deste tipo de política, que ainda está sendo realizada na cidade. Além do caso da Aldeia, também propomos uma reflexão sobre os novos conjuntos habitacionais produzidos pelo atual programa municipal, o “Morar Feliz”, e se estes tem demonstrado maior preocupação com aspectos sociais.

Publicado
2014-01-23