A democracia como topos, reflexões sobre persuasão e entimemas em debates de laboratório

  • Raul Francisco Magalhães UFJF
  • Diogo Tourino Souza UFJF

Resumo

O foco do trabalho discute como agentes racionais usam intersubjetivamente retóricas para criarem contexto de identidade e condições para uma deliberação. A investigação central indica que a explicação dos problemas da ação e deliberação depende dos formatos retóricos das opiniões que programam os atores numa direção do debate. Os argumentos intercambiáveis no debate público criam um contexto de agregação entre agentes racionais e condições minimamente suficientes para uma decisão. A base de dados utilizada para as reflexões do artigo é formada por um conjunto de grupos de foco realizados em 2004 com estudantes universitários de diversas áreas, tendo como tema central a democracia e outros tópicos controversos da vida civil e da moralidade.

Palavras-chave: democracia, retórica, vida civil

Biografia do Autor

Raul Francisco Magalhães, UFJF
Professor Adjunto do Departamento de Ciências Sociais da UFJF e Professor do Mestrado em Ciências Sociais da UFJF.
Diogo Tourino Souza, UFJF
Professor Substituto do Departamento de Ciências Sociais da UFJF.
Publicado
2012-01-11
Seção
Artigos