A questão nacional de Nabuco e a questão social do Brasil moderno

  • Fabrício Maciel
  • Ricardo Visser

Resumo

O artigo analisa a debilidade do aprendizado moral e político no Brasil moderno. Parte da compreensão de Joaquim Nabuco de que a escravidão era um "nivelamento degradante" da nação e que o mesmo efeito pode ser observado atualmente na reprodução e legitimação de nossa ralé estrutural. A primeira parte do artigo observa como Nabuco identificou nos efeitos da escravidão a questão nacional de seu tempo. A segunda discorre sobre como a existência de uma ralé é a questão social central do Brasil moderno. A terceira pondera sobre os efeitos morais e práticos atuais, para todas as classes, do nivelamento degradante. No geral, a tentativa é contribuir para a construção de uma teoria normativo-substantiva sobre a cidadania no Brasil.
Publicado
2011-05-18