As experiências emocionais e o intelecto

os aportes de Bion e Winnicot

Palavras-chave: Função alfa, Vínculo K/-K, Rêverie, Holding, Elaboração imaginativa das funções corporais

Resumo

Este artigo aborda como o intelecto interage com as experiências emocionais. Constata-se existir cada vez mais indivíduos, de diferentes faixas etárias, que priorizam a busca de informações instantâneas sem investir no desenvolvimento do pensar/conhecer, bem como indivíduos que se desenvolvem intelectualmente, porém não conseguem lidar de modo compatível com as experiências emocionais. Propomos, no presente trabalho, uma reflexão sobre os aspectos defensivos que permeiam o desenvolvimento emocional/intelectual segundo Bion e Winnicott.

 

Biografia do Autor

Alfredo Naffah Neto, Pontifícia Universidade Católica (PUC-SP)

Psicanalista, Mestre em Filosofia pela USP, Doutor em Psicologia Clínica pela PUC-SP, Professor titular da PUC-SP no Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia Clínica. São Paulo - Capital SP –Brasil

Referências

Referências
Bion, W. R. (1962a). Uma teoria sobre o pensar. In: ______. Estudos Psicanalíticos Revisados. 3ª ed. Rio de Janeiro: Imago, 1994. p. 127-137.
(1962b). O Aprender com a Experiência. Rio de Janeiro: Imago, 1991.
(1959). Ataques à ligação. In: ______ Estudos Psicanalíticos Revisados. 3ª ed. Rio de Janeiro: Imago, 1994. p. 47-54.
Freud, S (1911). Formulações sobre os dois princípios do funcionamento mental. In: Obras psicológicas completas de Sigmund Freud: edição standard brasileira, v. XII. Rio de Janeiro: Imago, 1996. p. 233-244
Hinshelwood, R. D. (1992) Dicionário pensamento kleiniano. Trad. José Octávio de Aguiar Abreu. Porto Alegre: Artes Médicas Sul.
Klein, M. (1921). O desenvolvimento de uma criança. In: ______. Amor, culpa e reparação e outros trabalhos: 1921-1945. Obras completas, v. I. Rio de Janeiro: Imago, 1996.
Naffah Neto, A. (2012). Sobre a elaboração imaginativa das funções corporais: corpo e intersubjetividade na constituição do psiquismo. In. COELHO JR., SALEM, P. & KLATAU, P. (orgs.). Dimensões da Intersubjetividade, São Paulo, FAPESP/Escuta, 2012.
Rennó, E. T. (2018) Por trás do não aprender: Um olhar psicanalítico. Dissertação de Mestrado, Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia Clínica Universidade Católica de São Paulo, São Paulo.
Winnicott, D. W. (1965). The Family and Individual Development, London/New York, Routledge.
(1962). Ego integration in child development. In:______The Maturational Processes and the Facilitating Environment, London, Karnac, 1990.
(1959). Review of Envyand Gratitude. In:_______.Psycho-Analytic Explorations, Cambridge/Massachusetts, Harvard University Press, 1997.
Zimerman, D. E. (2004).Bion da teoria à prática: uma leitura didática. Porto Alegre: Artes Médicas Sul.
Publicado
2020-08-30