Representações sociais da doação de órgãos para estudantes universitários: dimensões e tensões

  • Dnyelle Souza Silva Universidade Federal de Santa Catarina
  • Andréa Barbará S. Bousfield Universidade Federal de Santa Catarina
  • Caroliny Duarte da Silva Universidade Federal de Santa Catarina
Palavras-chave: Doação de órgãos, Representação social, Estudantes universitários

Resumo

No Brasil, observa-se um aumento no número de doações de órgãos, decorrente principalmente da conscientização da população sobre a importância da doação para a realização de transplantes. O objetivo deste estudo foi conhecer as representações sociais sobre a doação de órgãos para estudantes universitários. Foram realizados três grupos focais, cada um com cinco estudantes universitários, nos quais foi utilizado como estímulo disparador uma campanha em vídeo sobre o tema. O conteúdo das falas dos participantes foi analisado por meio do software IRaMuTeQ. Os resultados indicaram que as representações sociais revelam tensões que carregam antagonismos e dualidades, como: morte e vida, perder e salvar, além de aparecerem associadas ao medo, insegurança e desconfiança quanto à realização do processo.

Publicado
2020-03-16