Monitoramento de Processo Seis Sigma por Gráficos de Controle de Shewhart

  • Caio Augusto Nunes Marques Universidade Federal de Viçosa
  • José Ivo Ribeiro Júnior Universidade Federal de Viçosa
  • Adriana Ferreira de Faria Universidade Federal de Viçosa
Palavras-chave: Alarmes falso e verdadeiro. Deslocamento da média. Aumento da variação

Resumo

Desenvolvida pela Motorola no final da década de 1980, a metodologia Seis Sigma tem sido adotada por diversas empresas em todo o mundo, que têm divulgado ganhos expressivos em virtude de sua aplicação. A metodologia reúne um arsenal de ferramentas e métodos estatísticos e gerenciais empregados na busca de aumento da qualidade via redução da variabilidade dos processos. O Seis Sigma é operacionalizado via DMAIC, ciclo de implantação de melhorias análogo ao PDCA. Na etapa C (de controle) é comum o uso dos gráficos de controle de Shewhart, em especial da média (Xഥ) para monitoramento da centralidade e o da amplitude (R) para monitoramento da dispersão. Sendo assim, neste trabalho buscou-se identificar planejamentos do par de gráficos Xഥ e R adequados ao monitoramento de processos Seis Sigma. Foram avaliados os desempenhos de 24 combinações desses gráficos para monitoramento de processos sujeitos ao deslocamento da média e, ou, aumento da variação. Por fim, identificou-se que o planejamento com subgrupos racionais de tamanho cinco e número de desvios-padrão igual a 2,9 é o mais indicado para monitoramento de processos Seis Sigma dentre as combinações estudadas.