o feitiço de Exu: parcerias homossexuais entre homens jovens candomblesistas eIou integrantes da comunidade entendida do Rio de Janeiro

Autores

  • Luís Felipe Rios UFJF

Resumo

o artigo busca compreender os modos como homens jovens constituem parcerias homossexuais, em vistas a subsidiar respostas à epidemia do HIV. O estudo foi desenvolvido através de investigação etnográfica no circuito homossexual do Centro do Rio de Janeiro e em comunidades de Candomblé. O confronto entre as culturas sexuais investigadas tornou visível a existência de homologias entre algumas estruturas que orientam as interações sexuais. Foram identificados roteiros que fazem interagir personagens como o mais velho e o mais novo, o ativo e o passivo, o bofe e a bicha, estabelecidos e outros, o príncipe encantado e o mocinho em perigo, alocados em cadeias de desigualdades. Chama especial atenção para o surgimento de interações sexuais na infância e a recorrência de parcerias interetárias que revelam cadeias sexuais atravessando gerações e que podem se constituir em trajetos para a disseminação do HIV.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luís Felipe Rios, UFJF

s

Downloads

Publicado

2010-08-15

Como Citar

RIOS, L. F. o feitiço de Exu: parcerias homossexuais entre homens jovens candomblesistas eIou integrantes da comunidade entendida do Rio de Janeiro. Numen, [S. l.], v. 7, n. 1, 2010. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/numen/article/view/21638. Acesso em: 22 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos