Dança: proposta de atividade física para mulheres com esclerose múltipla.

Autores

  • Michelle Aline Barreto UFJF
  • Maria da Consolação Gomes Cunha Fernandes Tavares Universidade Estadual de Campinas
  • Angela Nogueira Neves Betanho Campana Universidade Estadual de Campinas
  • Otávio Rodrigues de Paula UFJF
  • Eliana Lúcia Ferreira Universidade Federal de Juiz de Fora

Palavras-chave:

Dança. Atividade Motora. Esclerose Múltipla.

Resumo

A esclerose múltipla é uma doença degenerativa que afeta a bainha da mielina dos nervos do sistema nervoso central (SNC) e ocasiona comprometimento motor, fadiga, déficit de equilíbrio, entre outros. Esta pesquisa teve o objetivo de verificar a importância e as possibilidades do desenvolvimento da dança para mulheres acometidas por essa doença, buscando compreender os benefícios de tal atividade para essa população. A coleta de dados foi realizada com mulheres de 20 a 40 nos, participantes do Grupo de Esclerose Múltipla de Campinas e região (GEMC). Investigamos o histórico de experiência com dança, antes e após o diagnóstico da doença; um estilo de dança que os sujeitos relacionem com segurança e prazer; a posição do grupo no que diz respeito a fazer aulas em turmas diversificadas, não formadas por pessoas com esclerose múltipla; e, finalmente, os benefícios que as entrevistadas atribuem a essa prática. Para a realização de tal estudo, foi aplicado um questionário semiestruturado, durante uma das reuniões mensais do GEMC. A análise das respostas foi realizada por meio de estatísticas descritivas para agrupar dados e utilizamos as falas das entrevistadas para identificar três principais categorias: o interesse e a experiência prévia com dança, estilo de dança, considerações sobre os benefícios proporcionados pela dança. O resultado nos mostra que a dança pode ser uma proposta de grande eficiência para atender a esse público.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Michelle Aline Barreto, UFJF

Especialista em Atividade Motora Adaptada (UNICAMP) Especialista em Dança e Consciência Corporal (UGF) Especializanda em Aspectos Metodológicos da Pesquisa (UFJF) - Faculdade de Educação Física e Desportos - FEFID

Maria da Consolação Gomes Cunha Fernandes Tavares, Universidade Estadual de Campinas

Faculdade de Educação Física – Campinas, SP.

Angela Nogueira Neves Betanho Campana, Universidade Estadual de Campinas

Faculdade de Educação Física – Campinas, SP.

Eliana Lúcia Ferreira, Universidade Federal de Juiz de Fora

Faculdade de Educação Física e Desportos – Juiz de Fora, MG.

Downloads

Publicado

2009-08-20

Como Citar

1.
Barreto MA, Tavares M da CGCF, Betanho Campana ANN, de Paula OR, Ferreira EL. Dança: proposta de atividade física para mulheres com esclerose múltipla. hu rev [Internet]. 20º de agosto de 2009 [citado 12º de agosto de 2022];35(1). Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/hurevista/article/view/396

Edição

Seção

Artigos Originais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)