Relação entre o medo do COVID-19 e a sobrecarga física e mental de profissionais de saúde em atendimento contínuo de pacientes durante a pandemia de COVID-19

Autores

DOI:

https://doi.org/10.34019/1982-8047.2022.v48.36671

Palavras-chave:

Medo, COVID-19, Depressão, Esgotamento Profissional, Pessoal de Saúde

Resumo

Introdução: A pandemia da doença por coronavírus 19 (COVID-19) contribui para a exacerbação do estresse e sofrimento dos profissionais de saúde. Por isso, o objetivo deste estudo foi avaliar a relação entre o medo da COVID-19 e a sobrecarga física e mental dos profissionais de saúde em atendimento contínuo de pacientes durante a pandemia de COVID-19 em duas cidades da região do Campo das Vertentes no estado de Minas Gerais. Material e Métodos: Foi realizado um estudo descritivo transversal com 77 profissionais de saúde (32 (14) anos; 67,5% do gênero feminino) que estavam em atendimento contínuo durante a pandemia de COVID-19. Dados sociodemográficos e profissionais foram coletados e o medo foi avaliado pela Escala de Medo da COVID-19 (EMC-19), sintomas depressivos pelo Patient Health Questionnaire-9 (PHQ-9) e síndrome de Burnout pelo Maslach Burnout Inventory Human Services Survey (MBI-HSS). Resultados: O escore total da EMC-19 se correlacionou com a carga horária de trabalho semanal (r= 0,395; p<0,001), o PHQ-9 (r= 0,332; p= 0,003) e as dimensões exaustão emocional (r= 0,253; p= 0,026), despersonalização (r= 0,243; p= 0,033) e baixa realização pessoal (r= -0,389; p<0,001) do MBI-HSS. No modelo de regressão linear ajustado para potenciais fatores confundidores, a EMC-19 continuou significativamente associada com a baixa realização pessoal apresentando coeficiente de determinação ajustado de 0,372 (p<0,001). Conclusão: O medo da COVID-19 nos profissionais de saúde em atendimento contínuo de pacientes durante a pandemia de COVID-19 nas duas cidades da região do Campo das Vertentes no estado de Minas Gerais se relacionou com sintomas depressivos e as características da síndrome de Burnout de exaustão emocional, despersonalização e baixa realização pessoal.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Malta M, Rimoin AW, Strathdee SA. The coronavirus 2019-nCoV epidemic: is hindsight 20/20? Eclinical Medicine. 2020; 20:100289. doi: 10.1016/j.eclinm.2020.100289

Schmidt B, Crepaldi MA, Bolze SDA, Neiva-Silva L, Demenech LM. Impactos na saúde mental e intervenções psicológicas diante da pandemia do novo coronavírus (COVID-19). Scielo Preprints. 2020; 37(1):1-26. doi: 10.1590/1982-0275202037e200063

Garcia LP, Duarte E. Infodemia: excesso de quantidade em detrimento da qualidade das informações sobre a COVID-19. Epidemiol Serv Saúde. 2020; 29(4):e2020186. doi: 10.1590/s1679-49742020000400019

Cantuário VAP. “Isso é verdade?”: a “infodemia” da pandemia: considerações sobre a desinformação no combate à COVID-19. Investigação Filosófica. 2020; 11(2):175-88. doi: 10.18468/if.2020v11n2.p175-188

Shigemura J, Ursano RJ, Morganstein JC, Kurosawa M, Benedek DM. Public responses to the novel 2019 coronavirus (2019‐nCoV) in Japan: Mental health consequences and target populations. Psychiatry Clin Neurosci. 2020; 74(4):281-2. doi: 10.1111/pcn.12988

Santos AFO, Cardoso CL. Profissionais de saúde mental: manifestação de stress e Burnout. Estud Psicol. 2010; 27(1):67-74. doi: 10.1590/S0103-166X2010000100008

Vasconcelos CSS, Feitosa IO, Medrado PLR, Brito APB. O novo coronavírus e os impactos psicológicos da quarentena. Desafios. 2020; 7(3):75-80. doi: 10.20873/uftsuple2020-8816

Andrade EF, Pereira LJ, Oliveira APLD, Orlando DR, Alves DAG, Guilarducci JDS et al. Perceived fear of COVID-19 infection according to sex, age and occupational risk using the Brazilian version of the Fear of COVID-19 Scale. Death Studies. 2020; 44(1):1-10. doi: 10.1080/07481187.2020.1809786

Trindade LL, Lautert L. Síndrome de Burnout entre os trabalhadores da Estratégia de Saúde da Família. Rev Esc Enferm USP. 2010; 44(2):274-9. doi: 10.1590/S0080-62342010000200005

Maslach C, Leiter MP. Compreendendo a experiência de Burnout: pesquisas recentes e suas implicações para a psiquiatria. Mundial de Psiquiatria: Jornal Oficial da Associação Mundial de Psiquiatria. 2016; 15(1):103-11.

Minozzo F, Costa IID. Apoio matricial em saúde mental entre CAPS e Saúde da Família: trilhando caminhos possíveis. Psico-USF. 2013; 18(1):151-60. doi: 10.1590/S1413-82712013000100016

Ferrari R, de França FM, Magalhães J. Avaliação da síndrome de Burnout em profissionais de saúde. Rev Gestão e Saúde. 2012; 1(3):868-83.

Ahorsu DK, Lin CY, Imani V, Saffari M, Griffiths MD, Pakpour AH. The Fear of COVID-19 Scale: development and initial validation. Int J Ment Health Addict. 2020. doi: 10.1007/s11469-020-00270-8

Alnazly E, Khraisat OM, Al-Bashaireh AM, Bryant CL. Anxiety, depression, stress, fear and social support during COVID-19 pandemic among Jordanian healthcare workers. PLoS One. 2021; 16(3):e0247679. doi: 10.1371/journal.pone.0247679

New York State Department of Health. administering the patient health 44 questionnaires 2 and 9 (PHQ 2 and 9) in integrated care settings [Internet]. [Citado em 2 ago 2021]. Acesso em: https://www.health.ny.gov/health_care/medicaid/redesign/dsrip/docs/2016-07-01_phq_2_and_9_clean.pdf

Maslach C, Jackson SE. The measurement of experienced burnout. J Organ Behav. 1981; 2:99-113. doi: 10.1002/job.4030020205

Orrù G, Marzetti F, Conversano C, Vagheggini G, Miccoli M, Ciacchini R et al. Secondary traumatic stress and Burnout in healthcare workers during COVID-19 outbreak. Int J Environ Res Public Health. 2021; 18(1):337. doi: 10.3390/ijerph18010337

Zerbini G, Ebigbo A, Reicherts P, Kunz M, Messman H. Psychosocial burden of healthcare professionals in times of COVID-19: a survey conducted at the University Hospital Augsburg. Ger Med Sci. 2020; 18:Doc05. doi: 10.3205/000281

Prado AD, Peixoto BC, Silva AMB, Scalia LAM. A saúde mental dos profissionais de saúde frente à pandemia do COVID-19: uma revisão integrativa. REAS. 2020; 46:e4128. doi: 10.25248/reas.e4128.2020

Corrêa RP, Castro HC, Quaresma BMCS, Stephens PRS, Araujo-Jorge TC, Ferreira RR. Perceptions and feelings of Brazilian health care professionals regarding the effects of COVID-19: cross-sectional web-based survey. JMIR Form Res. 2021; 5(10):e28088. doi: 10.2196/28088

García-Reyna B, Castillo-García GD, Barbosa-Camacho FJ, Cervantes-Cardona GA, Cervantes-Pérez E, Torres-Mendoza BM et al. Fear of COVID-19 Scale for Hospital Staff in Regional Hospitals in Mexico: a brief report. Int J Ment Health Addict. 2020; 1-12. doi: 10.1007/s11469-020-00413-x

Spoorthy MS, Pratapa SK, Mahant S. Mental health problems faced by healthcare workers due to the COVID-19 pandemic: a review. Asian J Psychiatr. 2020; 51:102119. doi: 10.1016/j.ajp.2020.102119

Zhang WR, Wang K, Yin L, Zhao WF, Xue Q, Peng M et al. Mental health and psychosocial problems of medical health workers during the COVID-19 epidemic in China. Psychother Psychosom. 2020; 89(4):242-50. doi: 10.1159/000507639

Secretaria de Vigilância em Saúde (BR). Boletim epidemiológico especial: doença pelo coronavírus COVID-19 [Internet]. c20202. [citado em: 20 de outubro de 2021. Acesso em: https://www.gov.br/saude/pt-br/assuntos/media/pdf/2020/dezembro/30/boletim_epidemiologico_covid_43_final_coe.pdf

Remuzzi A, Remuzzi G. COVID-19 and Italy: what next? Lancet. 2020; 395(10231):1225-8. doi: 10.1016/S0140-6736(20)30627-9

Publicado

2022-06-24

Como Citar

1.
Rezende Lacerda JP, de Freitas Oliveira I, Ferreira e Costa de Aguiar Y, Andrade Cunha PH, Falco Locarno R, Lopes Moraes LA, Jesus LA da S de, Marília Fonseca Lucinda L. Relação entre o medo do COVID-19 e a sobrecarga física e mental de profissionais de saúde em atendimento contínuo de pacientes durante a pandemia de COVID-19. hu rev [Internet]. 24º de junho de 2022 [citado 9º de dezembro de 2022];48:1-8. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/hurevista/article/view/36671

Edição

Seção

Artigos Originais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)