Informações sobre sexo e sexualidade na adolescência: uma barreira a ser vencida

Autores

  • Gabriela Aparecida Silva Universidade Federal de São João del-Rei, Campus Centro-Oeste (UFSJ/CCO), Divinópolis-MG
  • Fernanda Moura Lanza Universidade Federal de São João del-Rei https://orcid.org/0000-0001-8250-180X
  • Patrícia Peres de Oliveira Grupo de Atuação Docente Enfermagem em Saúde Coletiva. Curso de Enfermagem. Universidade Federal de São João del-Rei, Campus Centro-Oeste (UFSJ/CCO), Divinópolis-MG
  • Valéria Conceição de Oliveira Grupo de Atuação Docente Enfermagem em Saúde Coletiva. Curso de Enfermagem. Universidade Federal de São João del-Rei, Campus Centro-Oeste (UFSJ/CCO), Divinópolis-MG
  • Adriano Marçal Pimenta Departamento de Enfermagem. Universidade Federal do Paraná. Curitiba-PR
  • Selma Maria da Fonseca Viegas Grupo de Atuação Docente Enfermagem em Saúde Coletiva. Curso de Enfermagem. Universidade Federal de São João del-Rei, Campus Centro-Oeste (UFSJ/CCO), Divinópolis-MG

DOI:

https://doi.org/10.34019/1982-8047.2021.v47.33961

Palavras-chave:

Adolescente, Educação em Saúde, Sexualidade, Relações Familiares, Comunicação em Saúde

Resumo

Introdução: A promoção da saúde sexual e reprodutiva de adolescentes é uma área de atuação dos serviços de atenção primária à saúde. Para tanto, é necessária uma atuação conjunta com a família, instituições educacionais e outros setores da sociedade. Objetivo: Analisar a informação de adolescentes sobre sexo, sexualidade, infecções sexualmente transmissíveis e métodos contraceptivos, bem como as fontes da informação e a comunicação entre pai/mãe e adolescente. Material e Métodos: Trata-se de estudo transversal em interface com a extensão, com 605 adolescentes de 22 escolas públicas de um município de Minas Gerais, Brasil. A coleta de dados se deu entre agosto de 2014 e novembro de 2015 por meio de um questionário semiestruturado. Utilizaram-se as frequências absoluta e relativa, a média e a medida Kappa para análise dos dados. Resultados: As informações sobre infecções sexualmente transmissíveis e suas formas de prevenção foram advindas sequencialmente do meio escolar (65,1%), mãe/pai (29,9%) e televisão (26,6%). O meio escolar foi destacado como prioritário para os conhecimentos referentes ao sexo e à sexualidade, aos métodos contraceptivos e gravidez. Conclusão: Foi possível analisar que quando mães ou pais conversam sobre sexo/sexualidade com suas/seus filhas(os) adolescentes abordam, também, as infecções sexualmente transmissíveis. A abertura das/os adolescentes para o diálogo com a mãe/pai aumenta a chance de uma abordagem sobre métodos contraceptivos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Alimoradi Z, Kariman N, Simbar M, Ahmadi F. Empowerment of adolescent girls for sexual and reproductive health care: a qualitative study. Afr J Reprod Health. 2017; 21(4):80-92. doi:10.29063/ajrh2017/v21i4.9

Paiva V, Ayres JRCM, Segurado AC, Lacerda R, Silva NG, Silva MH et al. A sexualidade de adolescentes vivendo com HIV: direitos e desafios para o cuidado. Cienc Saúde Col. 2011; 16(10):4199-210. doi.org/10.1590/S1413-81232011001100025

Dutra SG, Trein CBT, Mendes Lipinski J, Cammarano Ribeiro A, Antunes Wilhelm L, Arboit J. Saúde sexual e reprodutiva dos adolescentes: percepções dos profissionais em enfermagem. Avances enferm. 2019; 37(3):343-52. doi.org/10.15446/av.enferm.v37n3.78933

Viegas SMF, Sampaio FC, Oliveira PP, Lanza FM, Oliveira VC, Santos WJ. A vacinação e o saber do adolescente: educação em saúde e ações para a imunoprevenção. Ciênc Saúde Colet. 2019; 24(2):351-60. doi.org/10.1590/1413-81232018242.30812016.

Pereira PLG, Pereira MD, Faria RGS, Cordeiro DR, Lanza FM, Viegas SMF. A implementação do programa saúde na escola em três municípios de Minas Gerais, Brasil. Revista de Enfermagem do Centro Oeste Mineiro. 2020; 1010:e3566. doi.org/10.19175/recom.v10i0.3566

Brasil. Decreto Presidencial nº 6.286, de 5 de dezembro de 2007. Institui o Programa Saúde na Escola-PSE, e dá outras providências. Brasília: 2007.

Savegnago SDDO, Arpini DM. Olhares de mães de grupos populares sobre a educação sexual de filhos adolescentes. Estudos Pesq em Psicol. 2018; 18(1):08-29.

Heredia-Martínez HL, Artmann E, Nascimento M. Desvendando barreiras de gênero no acesso de adolescentes à informação sobre saúde sexual e reprodutiva na Venezuela. Cad Saúde Pública. 2020; 36(4):e00193918.

Hindin MJ, Christiansen CS, Ferguson BJ. Setting research priorities for adolescent sexual and reproductive health in low- and middle-income countries. Bull World Health Organ. 2013; 91(1):10-8. doi.org/10.2471/BLT.12.107565

Baltar VT, Okano V. Análise de concordância: Kappa. 2016. [citado em ano mês dia]. Acesso em: http://www.lee.dante.br/pesquisa/kappa/

Almeida RAAS, Corrêa RGCF, Rolim ILTP, Hora JM, Linard AG, Coutinho NPS, et al. Knowledge of adolescents regarding sexually transmitted infections and pregnancy. Rev Bras Enferm. 2017; 70(5):1033-9. doi.org/10.1590/0034-7167-2016-0531

Alves CA, Brandão ER. Vulnerabilidades no uso de métodos contraceptivos entre adolescentes e jovens: interseções entre políticas públicas e atenção à saúde. Ciênc Saúde Colet. 2009; 14(2):661-70. doi.org/10.1590/S1413-81232009000200035.

Savegnago SDO, Arpini DM. A abordagem do tema sexualidade no contexto familiar: o ponto de vista de mães de adolescentes. Psicol Ciênc Prof. 2016; 36(1):130-44. doi.org/10.1590/1982-3703001252014

Castro JFL, Araújo RC, Pitangui ACR. Perfil sociodemográfico e comportamento sexual de adolescentes escolares. Rev Enfem UFPE on-line. 2017; 11(7):2929-38.

Freire AKS, Melo MCP, Vieira MP, Gomes IM, Gomes JL, Ribamar et al. Aspectos psicossociais da sexualidade na adolescência: diálogos e aprendizagem na escola. Semina: Cienc Biol Saúde. 2017; 38(1):3-14. doi: 10.5433/1679-0367.2017v38n1p3

Rogers C, Earnest J. Sexual and reproductive health comunication among Sudanese and Eritrean women: an exploratory study from Brisbane, Australia. Cult Health Sex. 2015; 17(2):223-36. doi: 10.1080/13691058.2014.967302

Zaleski NMA, Martin PMSW, Messinger JMSW. Given and chosen: youth-led research on family-supported conversations about sexuality. Family & Community Health. 2015; 38(1):131-40. doi: 10.1097/FCH.0000000000000051

Binstock G, Gogna M. La iniciación sexual entre mujeres de sectores vulnerables en cuatro provincias argentinas. Sex Salud Soc. 2015; 20:113-40.

Vujcich D, Lyford M, Bellottie C, Bessarab D, Thompson S. Yarning quiet ways: aboriginal carers' views on talking to youth about sexuality and relationships. Health Promot J Austr. 2018; 29(1):39-45.

Souza V, Pimenta AM, Caetano LC, Cardoso JSR, Beinner MA, Villela LCM. Conhecimentos, vivências e crenças no campo sexual: um estudo com alunos do ensino médio com perfis socioeconômicos diferenciados. Rev Min Enferm. 2017; 21:e-991 doi: 10.5935/1415-2762.20170001

Rodrigues MO, Onofre PSC, Oliveira PP, Amaral JL. Conhecimento dos adolescentes de uma escola da rede pública sobre as principais doenças sexualmente transmissíveis. R Enferm Cent O Min. 2014; 3(4):1268-80.

Katahoire AR, Banura C, Muhwezi WW, Bastien S. Effects of a school-based intervention on frequency and quality of adolescent-parent/caregiver sexuality communication: results from a randomized-controlled trial in Uganda. AIDS Behav. 2019; 23:91-104. doi.org/10.1007/s10461-018-2249-4

Brasil. Portaria n° 1.413, de 10 de julho de 2013. Redefine as regras e critérios para adesão ao Programa Saúde na Escola (PSE) por Estados, Distrito Federal e Municípios dispõe sobre o respectivo incentivo financeiro para custeio das ações. Brasília: 2013.

Luz RT, Coelho EAC, Teixeira MA, Barros AR, Carvalho MFAA, Almeida MS. Sexualidade e saúde sexual de adolescentes. Rev enferm UERJ. 2018; 27:e38440 doi.org/10.12957/reuerj.2019.38440

Ferreira IG, Piazza M, Souza D. Oficina de saúde e sexualidade: Residentes de saúde promovendo educação sexual entre adolescentes de escola pública. Rev Bras Med Fam Comunidade. 2019; 14(41):1788. doi.org/10.5712/rbmfc14(41)1788

Barreto VP, Inácio JO, Silva BCO, Aquino ARG, Marques CC, Feijão AR. Estratégia de educação por pares na prevenção de HIV/AIDS entre adolescentes. Saúde e Pesquisa. 2020. 12(3):253-63. doi: 10.17765/2176-9206.2020v13n2p253-263

Viegas SMF, Penna CMM. As dimensões da integralidade no cuidado em saúde no cotidiano da Estratégia Saúde da Família no Vale do Jequitinhonha, MG, Brasil. Interface. 2015; 19(55):1089-100.

Downloads

Publicado

2021-12-09

Como Citar

1.
Aparecida Silva G, Moura Lanza F, Peres de Oliveira P, Conceição de Oliveira V, Marçal Pimenta A, da Fonseca Viegas SM. Informações sobre sexo e sexualidade na adolescência: uma barreira a ser vencida. hu rev [Internet]. 9º de dezembro de 2021 [citado 23º de maio de 2022];47:1-7. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/hurevista/article/view/33961

Edição

Seção

Artigos Originais