Validação do instrumento de avaliação do desempenho da atenção primária nas ações de controle da hanseníase (PCAT – hanseníase): versão profissionais

Autores

DOI:

https://doi.org/10.34019/1982-8047.2018.v44.25618

Palavras-chave:

Hanseníase, Atenção Primária à Saúde, Avaliação dos serviços, Questionário

Resumo

Introdução: A hanseníase ainda é um problema de saúde pública no Brasil e os serviços de atenção primária possuem papel primordial na realização das ações de prevenção e controle para redução da carga de doença.  Objetivo: construir e validar um instrumento de avaliação do desempenho da atenção primária nas ações de controle da hanseníase na perspectiva dos profissionais médicos e enfermeiros. Material e Métodos: Trata-se de um estudo metodológico de construção e validação de instrumento. Foram realizadas a validação de face e conteúdo com 15 especialistas, pré-teste do instrumento com 37 profissionais do município de Betim e validação de construto e de confiabilidade, cuja amostra foi composta por 124 enfermeiros e médicos de Almenara, Teófilo Otoni e Governador Valadares. Os dados foram coletados no período de junho a dezembro de 2012. Para a validação de construto, foi utilizada a análise fatorial exploratória. Para a validade, a análise da consistência interna foi realizada utilizando o coeficiente alfa de Cronbach e considerou-se um valor de, no mínimo, 0,70. O estudo de confiabilidade teste/reteste foi realizado por meio da reaplicação do instrumento em 10% da amostra, 30 dias após o término da coleta de dados em cada município. Utilizou-se o Teste de Wilcoxon, adotando o valor de p≥0,05. Resultados: A primeira fase do estudo permitiu a exclusão de 86 itens do questionário e não foi possível realizar a validação de construto devido à inadequação da amostra. Optou-se em realizar a análise fatorial para explorar o comportamento dos itens dos atributos e efetuar a exclusão dos itens em espelho à versão do instrumento destinada aos Agentes Comunitários de Saúde que foi validada. O instrumento mostrou medidas de fidedignidade aceitáveis.  Conclusão: A utilização do instrumento proposto poderá identificar as fragilidades da atenção primária na atenção à hanseníase segundo a experiência dos profissionais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALMEIDA, C.; MACINKO, J. Validação de uma metodologia de avaliação rápida das características organizacionais e do desempenho dos serviços de atenção básica do Sistema Único de Saúde (SUS) em nível local. Brasília: Organização Pan-Americana da Saúde; 2006. Disponível em: http://iah.iec.pa.gov.br/iah/fulltext/pc/monografias/ms/pdsss/pdsss-v10.pdf Acesso em 23 jan. 2019.

BRASIL. Ministério da Saúde. Vigilância em saúde: Dengue, Esquistossomose, Hanseníase, Malária, Tracoma e Tuberculose. Brasília: Ministério da Saúde; 2008. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/cab_n21_vigilancia_saude_2ed_p1.pdf Acesso em 23 jan. 2019.

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria n. 3125, de 7 de outubro de 2010. Aprova as diretrizes para vigilância, atenção e controle da hanseníase. Brasília, out, 2010a. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2010/prt3125_07_10_2010.html. Acesso em 23 jan. 2019.

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria n. 594, de 29 de outubro de 2010. Define os Serviços de Atenção Integral em Hanseníase. Brasília, out, 2010b. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/sas/2010/prt0594_29_10_2010.html. Acesso em 23 jan 2019.

BRASIL. Ministério da Saúde. Manual do instrumento de avaliação da atenção primária à saúde: primary care assessment tool PCATOOL. Brasília: Ministério da Saúde; 2010c. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/manual_avaliacao_pcatool_brasil.pdf Acesso em 23 jan 2019.

BRASIL. Ministério da Saúde. Saúde Brasil 2009: uma análise da situação de saúde e da agenda nacional e internacional de prioridades em saúde. Brasília: Ministério da Saúde, 2010d. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/saude_brasil_2009.pdf Acesso em 23 jan 2019.

BRASIL. Ministério da Saúde. Autoavaliação para melhoria do acesso e da qualidade (AMAQ). Brasília: Ministério da Saúde; 2013. Disponível em: http://189.28.128.100/dab/docs/portaldab/publicacoes/amaq2013.pdf Acesso em 23 jan 2019.

BRASIL. Ministério da Saúde. Diretrizes para vigilância, atenção e eliminação da Hanseníase como problema de saúde pública: manual técnico-operacional. Brasília: Ministério da Saúde, 2016. Disponível em: http://portalarquivos2.saude.gov.br/images/pdf/2016/fevereiro/04/diretrizes-eliminacao-hanseniase-4fev16-web.pdf Acesso em 23 jan 2019.

CASSADY, C. E., et al. Measuring consumer experiences with primary care. Pediatrics, v. 105, n. 4, p. 998-1003, apr. 2000.

HAIR JÚNIOR, J. F. et al. Análise multivariada de dados. Porto Alegre: Bookman; 2009.

HARZHEIM, E. et al. Consistência interna e confiabilidade da versão em português do Instrumento de Avaliação da Atenção Primária (PCATool-Brasil) para serviços de saúde infantil. Cadernos de Saúde Pública, v. 22, n.8, p. 1649-1659, aug. 2006a.

HARZHEIM, E. et al. Quality and effectiveness of different approaches to primary care delivery in Brazil. BMC Health Services Research, v.5, n.6, p.156, dec. 2006b.

HAUSER, L. et al. Tradução, adaptação, validade e medidas de fidedignidade do Instrumento de Avaliação da Atenção Primária à Saúde (PCATool) no Brasil: versão profissionais de saúde. Revista Brasileira de Medicina de Família e Comunidade, v. 8, n. 29, p. 244-255, set. 2013.

LANZA, F. M. et al. Instrumento para avaliação das ações de controle da hanseníase na Atenção Primária. Revista Brasileira de Enfermagem, v. 67, n. 3, p. 339-346, jun. 2014a.

LANZA, F. M. et al. Avaliação das ações de hanseníase desenvolvidas na atenção primária: proposta de um instrumento para gestores. Revista Mineira de Enfermagem, v. 18, n. 3, p. 598-605, jul. 2014b.

LANZA, F. M. et al . Evaluation of the Primary Care in leprosy control: proposal of an instrument for users. Revista da Escola de Enfermagem da USP, v. 48, n. 6, p. 1054-1061, dec. 2014c.

LANZA, F. M.; LANA, F. C. F. Decentralization of leprosy control actions in the micro-region of Almenara, State of Minas Gerais. Revista Latino Americana de Enfermagem, v. 19, n. 1, p. 187-194, feb. 2011.

POLIT, D. F.; BECK, C. T.; HUNGLER, B. P. Fundamentos de Pesquisa em Enfermagem: métodos, avaliação e utilização. Porto Alegre: Artmed; 2004.

SHI, L.; STARFIELD, B.; JIAHONG, X. Validating the adult primary care assessment tool. The Journal of Family Practice, v. 50, n. 2, p. 161-175, feb. 2001.

STARFIELD, B. Atenção primária: equilíbrio entre necessidades de saúde, serviços e tecnologia. Brasília: UNESCO, Ministério da Saúde; 2002. Disponível em: https://www.nescon.medicina.ufmg.br/biblioteca/imagem/0253.pdf Acesso em 23 jan 2019.

Downloads

Publicado

2019-06-21

Como Citar

1.
Moura Lanza F, Figueiredo Vieira N, de Oliveira MMC, Félix Lana FC. Validação do instrumento de avaliação do desempenho da atenção primária nas ações de controle da hanseníase (PCAT – hanseníase): versão profissionais. hu rev [Internet]. 21º de junho de 2019 [citado 7º de julho de 2022];44(3):311-23. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/hurevista/article/view/25618

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)