Impacto da solicitação de tomografias computadorizadas cranianas na investigação diagnóstica da migrânea

Autores

  • Mauro Eduardo Jurno Faculdade de Medicina de Barbacena- FUNJOB
  • Bernardo Lisboa de Felipe Faculdade de Medicina de Barbacena- FUNJOB
  • Mariana Gomes da Costa Souza Faculdade de Medicina de Barbacena- FUNJOB
  • Aline Alves Matoso Faculdade de Medicina de Barbacena- FUNJOB
  • Emanuelle Ferreira Barreto Faculdade de Medicina de Barbacena- FUNJOB
  • Maria Carolina Moreira Martins da Costa Faculdade de Medicina de Barbacena- FUNJOB

Palavras-chave:

Migrânea.Cefaleia.Tomografia.Testes laboratoriais.

Resumo

No presente trabalho teve-se como objetivo avaliar a frequencia de exames de tomografia computadorizada craniana (TCC) em pacientes portadores de cefaleia. O estudo baseou-se na aplicação do questionário Migrânea-ID em 166 portadores de cefaleia que procuraram um serviço de imagem para realização de TCC com o intuito de estabelecer o diagnóstico diferencial entre a migrânea e outras afecções neurológicas. 102 (61,45%) pacientes tinham diagnóstico positivo para migrânea e realizaram TCCs sendo que 145 (87,3%) do total da amostra não tiveram alteração nesse exame de imagem. Os indivíduos do estudo apresentaram um elevado índice de normalidade nas TCCs, justificando o fato de na maioria das vezes serem solicitadas desnecessariamente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mauro Eduardo Jurno, Faculdade de Medicina de Barbacena- FUNJOB

Possui graduação em Medicina pela Universidade de Taubaté (1984). Título de Especialista em Neurologia pela AMB-ABNeuro. Doutor em Neurologia pela Univesidade Federal Fluminense. Atualmente é coordenador da Residência de Neurologia e de Clínica Médica HGB-FHEMIG (Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais), preceptor da Residência de Psiquiatria do CHPB-FHEMIGe Professor da Faculdade de Medicina de Barbacena - FUNJOB. Atuando principalmente nos seguintes temas: clínica médica, neurologia, saúde mental, cefaléia e gestão.

Bernardo Lisboa de Felipe, Faculdade de Medicina de Barbacena- FUNJOB

acadêmico do 12º périodo de medicina da Faculdade de Medicina de Barbacena- FUNJOB.

Mariana Gomes da Costa Souza, Faculdade de Medicina de Barbacena- FUNJOB

acadêmico do 12º périodo de medicina da Faculdade de Medicina de Barbacena- FUNJOB.

Aline Alves Matoso, Faculdade de Medicina de Barbacena- FUNJOB

acadêmico do 12º périodo de medicina da Faculdade de Medicina de Barbacena- FUNJOB.

Emanuelle Ferreira Barreto, Faculdade de Medicina de Barbacena- FUNJOB

acadêmico do 12º périodo de medicina da Faculdade de Medicina de Barbacena- FUNJOB.

Maria Carolina Moreira Martins da Costa, Faculdade de Medicina de Barbacena- FUNJOB

acadêmico do 12º périodo de medicina da Faculdade de Medicina de Barbacena- FUNJOB.

Referências

BIGAL,M. Prevalência e Impacto da Migranea em Funcionários

do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão

Preto – USP.Arquivos de Neuro-psiquiatria, São Paulo,v.58, n.

-B, p. 431-436, 2000.

BIGAL,M; BIGAL, J; BORDINI, C.E.S.J. Prevalence and

Costs of Headache for the Public Health System in a town

in the interior of the Staste of São Paulo.Arquivos de Neuropsiquiatria,

São Paulo, v. 59, n.3-A, p. 504-511, 2001.

BIGAL,M; FERNANDES,C.L; BORDINI,A.C;

SPECIALI,G.J.Custos hospitalares das cefaleias agudas em uma

unidade de emergência pública brasileira.Arquivos de Neuropsiquiatria,

São Paulo, v. 58, n.3-A, p. 664-670, 2000.

EDMEADS,J; MACKELL,J. The Economic Impact of

Migraine: an analysis of direct and indirect Costs. Headache:

The Journal of Head and Face Pain, New Jersey, v.42, p.501-509,

EVANS,R. Diagnostic Testing for Migraine and Other Primary.

Headaches:Neurologic Clinics, Philadelphia, v.27, p. 393 – 415,

FRISBERG,B.M. The utility of neuroimaging in the evaluation

of headache in patients with normal neurologic examination.

Neurology, Minneapolis, v.44, p.91–97, 1994.

GIL-GOUVEIA,R; MARTINS,I. Validation of the Portuguese

Version of ID-Migraine. Headache: The Journal of Head and

Face Pain, New Jersey, v.50, p. 396-402, 2010.

GOADSBY,P.J; MICHAEL. E. RM em Dor de cabeça. Expert

Review of Neurotherapeutics, London, v.13, n.3, p. 263-273,

Headache Classification in: Comitê da Sociedade Internacional

de Cefaléia. Um guia indispensável para a classificação de dores

de cabeça. Trad. Sociedade Brasileira de Cefaléia. São Paulo, v.1,

p.1-160, 2004.

JASVINDER CHAWLA, M.M. MigraineHeadache in Medscape,

Disponível em: <http://search.medscape.com/referencesearch?

newSearch=0&queryText=10+JASVINDER+CHAWLA

+MM+Migraine+Headache+in+Medscape+2008>. Acessoem

agosto 2013.

JOUBERT,J.A. Migraine-diagnosis and treatment.Australian

Family Physician, Austrália, v.34, n.8, p.627-32, 2005.

KAVALEC,F. Cefaléia na mulher. Sociedade Brasileira de

Cefaleia,Ribeirão Preto, 2009.

LIPTON, R; DODICK, D; SADOVSKY, R.E.A.A Selfadministteredsecreener

for migraine in primary care.The

ID Migraine validation study.Neurology, Minneapolis, v.61,

p.375-382, 2003.

MOSTARDINI,C; D`AGOSTINO,V; DUGONI,D.E.C.R. A

possible role of ID-Migraine™ in the emergency department:

study of an emergency department out-patient population.

Cephalalgia, California, v.29, p.1326-1330, 2009.

SILBERSTEIN,S.D; GOADSBY,P.J. Migraine: preventive

treatment. Cephalalgia, California, v.22, p.491-512, 2002.

SILBERSTEIN,SD. Preventive treatment of migraine: an

overview. Cephalalgia, Califórnia, v. 17, p. 67-72, 1997.

SPECIALI, J.G.; FARIAS, D.S.W. Cefaléias. Lemos Editorial, São

Paulo, p.493,2002.

STEWART, W.F.et al. Cumulative lifetime migraine incidence

in women and men.Cephalalgia, Califórnia, v. 28, no. 11, p.

-1178, 2008.

Tradução da sociedade brasileira de cefaleia com autorização

da sociedade internacional de cefaleia. THE International

Classification of Headache Disorders. Classificação internacional

das cefaleias, São Paulo, Segunda edição, 2004.

VALENÇA,M.M; VALENÇA,L.P.A.A; MENEZES, T.L.

Computed tomography scan of the head in patients with

migraine or tension-type headache. Arquivo de Neuropsiquiatria,

São Paulo, v.60, n.3-A, p.542-547, 2002.

WANG,Y.F; FUH,J.L; CHEN,S.P; WU,J.C. Clinical correlates

and diagnostic utility of osmophobia in migraine. Cephalalgia,

California, v.32, n.16, p.1180-1188,2012.

Downloads

Publicado

2016-11-22

Como Citar

1.
Jurno ME, de Felipe BL, Souza MG da C, Matoso AA, Barreto EF, Martins da Costa MCM. Impacto da solicitação de tomografias computadorizadas cranianas na investigação diagnóstica da migrânea. HU Rev [Internet]. 22º de novembro de 2016 [citado 13º de abril de 2024];42(3). Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/hurevista/article/view/2431

Edição

Seção

Artigos Originais