Cateter central de inserção periférica: o papel da Enfermagem na sua utilização em Neonatologia

  • Patrícia das Neves Motta UFJF
  • Flávia Andrade Fialho Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Iêda Maria Ávila Vargas Dias Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Lilian do Nascimento Universidade Federal de Juiz de Fora
Palavras-chave: Enfermagem. Neonatologia. Recém-Nascido.

Resumo

Este estudo tem como objetivos verificar a utilização do cateter central de inserção periférica (PICC) em uma unidade de terapia intensiva (UTI) neonatal, caracterizar o perfil do recém-nascido submetido ao PICC, identificar as indicações do uso e apresentar os fatores que levaram à retirada do PICC. A pesquisa foi realizada numa instituição da cidade de Juiz de Fora - MG, Brasil, através do levantamento dos dados contidos nos prontuários utilizados pelos profissionais desta instituição. Num total de 73 prontuários foi observado que 94,5% dos recém nascidos foram submetidos ao procedimento devido à necessidade de acesso venoso prolongado. Do total de cateteres utilizados 82,1% se localizaram na posição central, sendo que a maioria (44 dos PICCs) permaneceu no recém-nascido por dez dias ou menos. As complicações apareceram em 22 dos cateteres utilizados e por isso foram retirados. Neste estudo foi verificado que a utilização do PICC é realmente importante, pois pode-se observar que traz benefícios ao recém-nascido principalmente na diminuição do número de punções e diminuição da dor e que estes dispositivos em sua maioria, permanecem o tempo necessário para o seu tratamento.

Biografia do Autor

Patrícia das Neves Motta, UFJF

Enfermeira Especialista em Enfermagem Neonatal pela União São Camiliana/Faculdade de Enfermagem Luiza de Marillac. Enfermeira da Unidade de Terapia Intensiva Neonatal do Hospital Monte Sinai - Juiz de Fora. Brasil.

Flávia Andrade Fialho, Universidade Federal de Juiz de Fora
Mestranda do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Enfermagem da Escola de Enfermagem da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF-MG) Brasil. Pesquisadora do Núcleo de Pesquisa em Saúde Materno Infantil e Saúde Coletiva- FACENF – UFJF
Iêda Maria Ávila Vargas Dias, Universidade Federal de Juiz de Fora
Profª Drª da Faculdade de Enfermagem da Universidade Federal de Juiz de Fora –FACENF - UFJF - Pesquisadora do Núcleo de Pesquisa em Saúde Materno Infantil e Saúde Coletiva- FACENF – UFJF. 
Lilian do Nascimento, Universidade Federal de Juiz de Fora

Enfermeira e Pesquisadora do Núcleo de Pesquisa em Saúde Materno Infantil e Saúde Coletiva- FACENF – UFJF – Juiz de Fora - MG.

Publicado
2012-03-23
Como Citar
Motta, P. das N., Fialho, F. A., Dias, I. M. Ávila V., & Nascimento, L. do. (2012). Cateter central de inserção periférica: o papel da Enfermagem na sua utilização em Neonatologia. HU Revista, 37(2). Recuperado de https://periodicos.ufjf.br/index.php/hurevista/article/view/1402
Seção
Artigos Originais

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##