Os aspectos semânticos na expressão da modalidade volitiva nos discursos do Papa Francisco em língua espanhola

Autores

  • André Silva Oliveira Universidade Federal do Ceará
  • Nadja Paulino Pessoa Prata Universidade Federal do Ceará

DOI:

https://doi.org/10.34019/1808-9461.2020.v19.30033

Palavras-chave:

Modalidade; Volitividade. Aspectos Semânticos

Resumo

Este trabalho tem por objetivo discorrer acerca dos aspectos semânticos envolvidos nos discursos do Papa Francisco proferidos em língua espanhola. Para isso, tomamos por base o arcabouço teórico da Gramática Discursivo-Funcional (GDF) de Hengeveld e Mackenzie (2008) no tocante à modalidade volitiva, que está relacionada ao que é (in)desejável. Nesse intuito, selecionamos 13 discursos proferidos pelo Santo Padre em viagem apostólica aos países de língua espanhola (Cuba, México, Bolívia, Equador e Paraguai) e de forte concentração hispânica (Estados Unidos). Após a análise do córpus e a inter-relação dos dados por meio do SPSS, concluímos, a partir do teste do Qui-quadrado (≤0,05), que há uma inter-relação entre as categorias de ordem semântica, em que os valores modais volitivos condicionaram apenas o Modo; enquanto a fonte e o alvo da atitude modal volitiva condicionaram tanto o Tempo quanto o Modo.

Biografia do Autor

Nadja Paulino Pessoa Prata, Universidade Federal do Ceará

Profa. Dra. do Departamento de Letras Estrangeiras da Universidade Federal do Ceará (DLE/UFC).

Downloads

Publicado

2020-12-31

Edição

Seção

Artigos