Memoriais autobiográficos no viés da Complexidade

um conceito para a formação docente

  • Alan Ricardo Costa Universidade Federal da Fronteira Sul
  • Fabiana Piccinin Universidade de Santa Cruz do Sul
Palavras-chave: Narrativa, Memorial, Complexidade, Escrita docente

Resumo

Com o presente estudo bibliográfico, de viés qualitativo, objetivamos propor um conceito de “memorial autobiográfico” que sirva às questões pertinentes aos processos complexos de auto-(trans)formação docente. Propomo-nos a refletir sobre concepções de “narrativa” e “autonarrativa”, e sua interlocução com o conceito de “memorial autobiográfico” na perspectiva do Pensamento Complexo. Metodologicamente, a partir de questões norteadoras, propomos três ideias referentes ao memorial autobiográfico de escrita docente: 1) este, enquanto instrumento de subjetivação, ressignifica continuamente, por ser atravessado por lacunas de sentido; 2) da constituição da narrativa e do memorial emerge o autor-narrador e, assim, o educador se auto-(trans)forma, sofisticando seu fazer docente; 3) a escrita de si não se encerra em uma perspectiva linear, precisando ser vista como processo complexo contínuo.

Publicado
2020-10-20
Seção
Artigos