• Múltiplos Olhares Sobre Política e Religião
    v. 5 n. 9 (2019)
    A proposta do dossiê é reunir trabalhos de diferentes orientações metodológicas que explorem os aspectos históricos das relações entre política e religião, assim como das suas implicações nas demarcações dos espaços públicos e privados.
  • Experiências Autoritárias: política, instituição e sociedade
    v. 4 n. 8 (2018)
    A organização desta publicação foi realizada com o objetivo de integrar pesquisas que abordam o conceito de autoritarismo enquanto corrente do pensamento político ao longo da história mundial a partir do século XX. A proposta, portanto, foi de reunir trabalhos com enfoques em regimes políticos, eventos, personalidades, intelectuais, ideias ou instituições que experienciaram essa ideologia ou forma de governo. A ideia é problematizar as participações sociais vivenciadas nesses regimes.
  • Acordos e Tensões nos Séculos XIX e XX
    v. 4 n. 7 (2018)
    O principal objetivo desse dossiê é reunir trabalhos acadêmicos e contribuir para o debate historiográfico a respeito da diplomacia como instrumento da política externa, conduzida pelos Estados em prol de seus interesses. Em diferentes contextos históricos ocorreram acordos e tensões impulsionados pelo desejo de riqueza, força e poder. Torna-se primordial, portanto, pensar nas estratégias que envolveram os assuntos diplomáticos no passado, muitos dos quais significaram importantes transformações mundiais.
  • Transições Políticas no Brasil
    v. 3 n. 6 (2017)
    A proposta é analisar diferentes regimes e sistemas de governo no que se refere ao processo de mudança entre eles. Além do fenômeno político, existe o interesse em pensar o social, refletindo sobre valores, expectativas, ideais de grupo em diferentes conjunturas, analisando suas adaptações. Por fim, convidamos a uma reflexão que relaciona a economia a esses movimentos políticos, bem como fenômenos e acontecimentos internacionais que influenciaram e contribuíram para crises e mudanças de regimes políticos.
  • Liberalismo: Intelectuais e Instituições no Brasil
    v. 3 n. 5 (2017)
    Congrega-se, nesta publicação, pesquisadores que trabalham o arcabouço político e ideológico liberal em diversas variantes e diferentes contextos históricos. A proposta é pensar formas de atuação de intelectuais que compartilharam desse aporte ideológico, bem como a aplicação dessas ideias em instituições brasileiras.
  • Direitas, História e Memória
    v. 2 n. 4 (2016)
    Ainda discorrendo sobre as pesquisas e seus pesquisadores, o dossiê da presente edição se vincula diretamente com uma rede de pesquisa internacional homônima, “Direitas, História e Memória”(https://direitashistoria.net/). Fruto de um significativo crescimento das investigações acerca das direitas, a rede congrega pesquisadoras e pesquisadores de diversos países que se dedicam a analisar as direitas, no plural, uma vez que não se compreende tal posicionamento político como algo monolítico. A rede de investigação também existe formalmente no Brasil reconhecida como Grupo de Trabalho da Associação Nacional de História (ANPUH) desde 2015, sendo composto por suas células estaduais em Minas Gerais, no Rio de Janeiro, no Rio Grande do Sul e em São Paulo. Desde 2014, no entanto, a rede de pesquisa se manifesta através de eventos acadêmicos e de publicações direcionadas para a temática abordada. Nesta edição da revista Faces de Clio, inclusive, estão presentes textos de vários membros da rede, com destaque para os artigos escritos pelos seus coordenadores gerais, Janaína Cordeiro e Odilon Caldeira Neto, e para um importante membro internacional, Werner Bonefeld, da Universidade de York.
  • Público e Privado: políticas públicas no Brasil
    v. 2 n. 3 (2016)
    A Revista Faces de Clio é uma publicação discente, criada pelos alunos do Programa de Pós Graduação em História da Universidade Federal de Juiz de Fora, destinada a divulgar pesquisas desenvolvidas no âmbito da pós-graduação, em universidades do Brasil e do exterior. Nessa terceira edição optamos por reunir todos os artigos sob o prisma do dossiê Público e Privado: políticas públicas no Brasil. Nossa intenção é lançar nosso olhar a um contexto vigente nos últimos anos e refletir sobre os prejuízos e as vantagens da interferência do mercado nos serviços públicos brasileiros. Para tanto, contamos com a colaboração de dez artigos escritos por 11 pesquisadores, divididos da seguinte forma: três textos de mestrandos, dois de doutorandos, e cinco de professores de universidades federais e estaduais, referências em suas temáticas.
  • Mais Faces de Clio
    v. 1 n. 2 (2015)
    A Revista Faces de Clio é uma publicação discente, criada pelos alunos do Programa de Pós Graduação em História da Universidade Federal de Juiz de Fora, destinada a divulgar pesquisas desenvolvidas no âmbito da pós-graduação, em universidades do Brasil e do exterior. Deste modo, em sua segunda edição, a revista apresenta nove artigos e uma resenha, que possuem como fio condutor análises ligadas à história política, cultural e social.
  • As Múltiplas Faces de Clio
    v. 1 n. 1 (2015)
    A Revista Faces de Clio é uma publicação discente, criada pelos alunos do Programa de Pós Graduação em História da Universidade Federal de Juiz de Fora, destinada a divulgar pesquisas desenvolvidas no âmbito da pós-graduação, em universidades do Brasil e do exterior. Deste modo, a edição atual é composta por dez artigos, provenientes de variadas instituições e variados Programas de Pós-Graduação no Brasil e no exterior. Eles abordam diferentes aspectos, com diferentes recortes temporais e geográficos, mas que juntos compõem um valioso arsenal de conhecimento em plena produção.