O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso. Acesso em uma conta existente ou Registrar uma nova conta.

Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.
  • A contribuição é original e inédita, e não está sendo avaliada para publicação por outra revista; caso contrário, deve-se justificar em "Comentários ao editor".
  • O arquivo da submissão está em formato Microsoft Word, OpenOffice ou RTF.
  • URLs para as referências foram informadas quando possível.
  • As figuras e tabelas estão inseridas no texto, não no final do documento na forma de anexos.
  • O texto segue os padrões de estilo e requisitos bibliográficos descritos em Diretrizes para Autores, na página Sobre a Revista.
  • Em caso de submissão a uma seção com avaliação pelos pares (ex.: artigos), as instruções disponíveis em Assegurando a avaliação pelos pares cega foram seguidas.

Diretrizes para Autores

NORMAS PARA PUBLICAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA — FACULDADE DE ENFERMAGEM

REVISTA DE ENFERMAGEM DA UFJF

 

INSTRUÇÕES PARA PREPARO E SUBMISSÃO DO MANUSCRITO

 

Essas instruções visam orientar os autores sobre as normas adotadas pela Revista de Enfermagem da UFJF para avaliação de manuscritos e o processo de publicação. As referidas instruções baseiam-se nas Normas para Manuscritos Submetidos a Revistas Biomédicas: Escrever e Editar para Publicações Biomédicas, estilo Vancouver, formuladas pelo International Committee of Medical Journal Editors (ICMJE).

 

Missão da Revista: A Revista Enfermagem da UFJF (R. Enferm. UFJF) é uma publicação da Faculdade de Enfermagem da Universidade Federal de Juiz de Fora que possui periodicidade semestral e cuja finalidade é contribuir com a produção, divulgação e utilização de conhecimentos pertinentes a área de Enfermagem e áreas afins.

 

Sessões da revista: Cada fascículo terá a seguinte estrutura: editorial, artigos originais, relatos de experiência, artigos reflexivos, de cartas ao Editor ou de resenhas.

 

Política editorial: A Revista possui como prioridade publicar artigos inéditos destinados à divulgação de resultados de pesquisas originais, aceitando também revisões sistemáticas e integrativas, relatos de experiências, reflexões temáticas, cartas ao Editor(a) e editoriais. Suas publicações de caráter inédito ocorrem em números regulares ou especiais, sendo antecedida pelo processo de avaliação de pares (peer review). Não é permitida a apresentação parcial ou total de conteúdos em outro periódico, nem sua reprodução sem a aquiescência formal do(a) Editor(a), excetuando-se resumos ou relatórios preliminares, publicados em anais de reuniões científicas.

 

Processo de julgamento: A Revista possui sistema de gerenciamento eletrônico do processo de publicação identificados por protocolo numérico, na ocasião em que os autores postarem, on line, seus manuscritos. Os autores poderão acompanhar o andamento do processo de submissão, quer seja pelo contato do Editor com o responsável pelo manuscrito ou por acompanhamento pelo sistema SEER, utilizando-se para isto do número do protocolo recebido na ocasião de sua postagem. Todo material encaminhando à Revista passará pelas seguintes avaliações:

1) Avaliação inicial: conferência da documentação requerida e avaliação do mérito ou carta explicitando a contribuição do conteúdo do manuscrito para a Enfermagem e áreas afins;

2) Avaliação dos pares: somente os manuscritos que atenderem os requisitos anteriores serão encaminhados para julgamento dos pares (em número mínimo de dois) utilizando de instrumento adotado pela Revista e

3) Avaliação por Editores Associados: apreciarão normas de publicação, conteúdo e pertinência e

4) Avaliação do Conselho Editor: fase deliberativa final com autoridade para decidir sobre a aceitação ou não do manuscrito, necessidade ou não de alterações e com autonomia para estabelecer cronograma de publicação (ocasião em que os autores receberão confirmação de que o manuscrito estará no prelo).

 

Submissão: Todo manuscrito será submetido para avaliação exclusivamente por sistema on line no endereço http://ojs2.ufjf.emnuvens.com.br/enfermagem/author/submit/1 em português. Em caso de aprovação e interesse dos autores para intensificar o impacto de seu manuscrito, a tradução para o outro idioma (inglês e/ou espanhol) deverá ser providenciada de acordo com as recomendações da Revista, ficando o custo financeiro sob a responsabilidade dos autores.

O sistema eletrônico está programado para receber manuscritos quando todos os campos e metadados forem preenchidos, além dos documentos anexados, a saber:

1) Checklist devidamente preenchido pelo autor;

2) Declaração de Responsabilidade, Transferência de Direitos Autorais e Contribuição dos Autores;

3) Cópia do parecer do Comitê de Ética em Pesquisa ou declaração solicitando sua dispensa nos casos em que o tipo de manuscrito não contemplar tal recomendação;

4) Arquivo do manuscrito propriamente dito.

 

A confirmação do recebimento do manuscrito ocorrerá após conferência da documentação, sendo a solicitação de resolução de pendências e correções aguardada pelo tempo estipulado no comunicado. Caso as solicitações não sejam atendidas em tempo hábil, a submissão será automaticamente cancelada.

 

Publicação: Os artigos são publicados em acesso aberto online em português com os resumos em três idiomas (português, inglês e espanhol) com opção de divulgação do manuscrito na íntegra em um ou dois outros idiomas.

 

Política de arquivamento dos manuscritos: As submissões de manuscritos avaliados como recusadas ou canceladas serão eliminadas imediatamente dos arquivos da Revista e aqueles aceitos para publicar serão arquivados pelo prazo de cinco anos e após este período eles serão eliminados.

 

Erratas: As solicitações de correção deverão ser encaminhadas no prazo máximo de 30 dias após a publicação do artigo.

 

CATEGORIAS DOS MANUSCRITOS

Editorial: refere-se a temas de relevância do contexto científico, acadêmico e político-social;

Pesquisas: incluem artigos com abordagens metodológicas quantitativas e qualitativas de caráter originais e inéditos que possam contribuir para a construção do conhecimento na Área da Enfermagem e áreas afins. Segue orientações para os casos especiais.

Revisão Teórica: avaliações críticas e ordenadas da literatura em relação a temas de importância para a enfermagem e áreas afins que podem ser: 

 - Revisão sistemática: Utiliza método de pesquisa conduzido por meio da síntese de resultados de estudos originais, quantitativos ou qualitativos, objetiva responder uma indagação específica e de relevância para a Enfermagem e/ou áreas afins. Descreve com pormenores o processo de busca dos estudos originais, os critérios utilizados para a seleção daqueles que foram incluídos na revisão e os procedimentos empregados na síntese dos resultados obtidos pelos estudos revisados (que poderão ou não ser procedimentos de meta-análise ou metassíntese). As premissas da revisão sistemática são: a exaustão na busca dos estudos, a seleção justificada dos estudos por critérios de inclusão e exclusão explícitos e a avaliação da qualidade metodológica, bem como o uso de técnicas estatísticas para quantificar os resultados. 

 - Revisão integrativa: utiliza método de pesquisa que apresenta a síntese de múltiplos estudos publicados e possibilita conclusões gerais a respeito de uma particular área de conhecimento, realizado de maneira sistemática e ordenada e contribui para o aprofundamento do conhecimento do tema investigado. É necessário seguir padrões de rigor metodológico, clareza na apresentação dos resultados, de forma que o leitor consiga identificar as características reais dos estudos incluídos na revisão. Etapas da revisão integrativa: identificação do tema e seleção da hipótese ou questão de pesquisa para a elaboração do estudo, estabelecimento de critérios para inclusão e exclusão de estudos/amostragens, ou busca na literatura, definição das informações a serem extraídas dos estudos selecionados/categorização dos estudos, avaliação dos estudos incluídos na revisão, interpretação dos resultados, apresentação da revisão/síntese do conhecimento.

Ensaios clínicos: pesquisa científica que pretende responder a uma pergunta sobre o impacto de determinada intervenção quando a sua segurança, e/ou funcionalidade, e/ou efeito colateral/adverso e/ou se constitui numa melhor opção disponível. Sua realização dever ser precedida pelo registro em pelo menos um dos registros realizados na Organização Mundial da Saúde (OMS) ou no International Committee of Medical Journal Editors (ICMJE) (endereços disponíveis na url: http://www.icmje.org) de modo a assegurar a utilização dos critérios recomendados pelas políticas (inter)nacionais de realização de ensaios clínicos, devendo este número de identificação constar ao final do resumo entre parênteses;

Relatos de Experiência: descrição de intervenções e experiências em Enfermagem e em áreas afins;

Artigos Reflexivos: são textos de especial relevância que trazem contribuições ao pensamento sobre a Enfermagem e áreas afins;

Nota Prévia: descrições preliminares de dados de monografia, dissertações ou teses

Resenha de livro: síntese e análise crítico-reflexiva sobre obra lançada recentemente de interesse para a área de Enfermagem e Afins.

Cartas ao Editor: Inclui cartas que visam discutir artigos recentes, publicados na Revista, ou relatar pesquisas originais, ou achados científicos significativos.

 

PARTES DOS MANUSCRITOS

Todo manuscrito deverá ter a formatação, estrutura e sequência conforme descrito no Checklist

Conteúdo do manuscrito: os elementos pertinentes ao manuscrito são: 1) título; 2) resumos e descritores; 3) introdução; 4) objetivos ou questão de investigação; 5) referencial teórico; 6)  métodos; 7) resultados; 8) discussões; 9) conclusões e/ou considerações Finais; 10) referências e 11) agradecimentos.

A Revista de Enfermagem da UFJF recomenda a utilização dos guidelines disponíveis no http://www.equator-network.org/ para alicerçar o manuscrito, devendo constar no método a informação sobre a aplicação do guideline conforme o tipo de pesquisa.

Título e/ou subtítulo: Deverá ser compreensível, sintético, refletir o conteúdo do manuscrito e não conter abreviaturas.

Resumo e descritores: Os principais resultados da pesquisa devem ser mencionados. Os descritores deverão ser em número de três a cinco, selecionados de acordo com a nomenclatura dos Descritores em Ciências da Saúde/BIREME (DECS), disponível em: http://decs.bvs.br/, e/ou Mesh, disponível em: http://www.ncbi.nlm.nih.gov.mesh. Eles deverão estar em conformidade com o conteúdo do manuscrito e seguir aos resumos de cada idioma respectivamente.

Introdução: O conteúdo deverá ter uma sequência lógica, contemplando a problematização, o objeto, o estado da arte e a justificativa. As siglas deverão ser detalhadas na primeira vez em que forem mencionadas. A revisão de literatura deverá apresentar profundidade e pertinência ao tema a ponto de explicitar o estado da arte.

Referencial teórico: explicitação de alicerce de conhecimento para a compreensão do tema com clareza e de forma sintética, podendo ser citados no corpo da introdução ou merecerem um espaço em destaque, quando favorecerem a compreensão da apreensão do objeto e do enfoque adotado.

Objetivo: Os objetivos devem estar explícitos ou poderão ser substituídos por questões de investigação quando adequado a especificidade do delineamento metodológico.

Métodos: Explicitar o delineamento do manuscrito; o local em que ele foi realizado; a população ou amostra envolvida com os respectivos critérios de inclusão e exclusão; o dimensionamento dos participantes, os critérios de recrutamento, o instrumento e o processo de coleta de dados e os critérios utilizados para delineá-los; as hipóteses ou pressupostos, a data de coleta de dados; o processo de análise dos dados e os aspectos éticos com citação do número do parecer do Comitê de Ética ou justificativa de dispensa.

Resultados: Descrição dos resultados de forma clara e objetiva. É possível a utilização de ilustrações, tabelas, gráficos ou texto para explicitá-los. Os conteúdos não textuais não devem exceder ao número de cinco e não devem fazer repetição de seus conteúdos, dando-se prioridade para as formas de apresentação que melhor destaquem as evidências obtidas a partir dos dados coletados. As tabelas devem ser formatadas segundo padronização do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) disponíveis em <http://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv23907.pdf>

Discussões: As principais evidências devem ser discutidas à luz da literatura (com predomínio daquelas divulgadas nos últimos cinco anos em nível nacional e internacional). Devem ser ressaltadas as produções de conhecimentos novos ou as contribuições para a Enfermagem que possam emergir dos dados. Não devem ser repetidos os resultados, nem dado ênfase às generalizações sem respaldo.

Conclusões e/ou Considerações Finais: Os objetivos ou questões de investigações devem ser respondidos à luz dos avanços obtidos. As aplicações teórica e/ou prática advindas da pesquisa mencionadas, os limites evidenciados citados e as contribuições para a área de saúde e de enfermagem explicitadas.

Agradecimentos: É opcional e com preenchimento em arquivo específico, utilizando no máximo duas linhas.

Referências: devem ser redigidas conforme o estilo Vancouver, disponíveil na URL <http://www.icmje.org/urm_main.html>.

Artigos Originais

Pesquisas ou Artigos Originais: incluem artigos com abordagens metodológicas quantitativas e qualitativas de caráter originais e inéditos que possam contribuir para a construção do conhecimento na Área da Enfermagem e áreas afins. Segue orientações para os casos especiais;máximo 15 laudas e até 50 referências; 

Artigo Revisão

Revisão Teórica: avaliações críticas e ordenadas da literatura em relação a temas de importância para a enfermagem e áreas afins que podem ser: 

 - Revisão sistemática: Utiliza método de pesquisa conduzido por meio da síntese de resultados de estudos originais, quantitativos ou qualitativos, objetiva responder uma indagação específica e de relevância para a Enfermagem e/ou áreas afins. Descreve com pormenores o processo de busca dos estudos originais, os critérios utilizados para a seleção daqueles que foram incluídos na revisão e os procedimentos empregados na síntese dos resultados obtidos pelos estudos revisados (que poderão ou não ser procedimentos de meta-análise ou metassíntese). As premissas da revisão sistemática são: a exaustão na busca dos estudos, a seleção justificada dos estudos por critérios de inclusão e exclusão explícitos e a avaliação da qualidade metodológica, bem como o uso de técnicas estatísticas para quantificar os resultados. 

 - Revisão integrativa: utiliza método de pesquisa que apresenta a síntese de múltiplos estudos publicados e possibilita conclusões gerais a respeito de uma particular área de conhecimento, realizado de maneira sistemática e ordenada e contribui para o aprofundamento do conhecimento do tema investigado. É necessário seguir padrões de rigor metodológico, clareza na apresentação dos resultados, de forma que o leitor consiga identificar as características reais dos estudos incluídos na revisão. Etapas da revisão integrativa: identificação do tema e seleção da hipótese ou questão de pesquisa para a elaboração do estudo, estabelecimento de critérios para inclusão e exclusão de estudos/amostragens, ou busca na literatura, definição das informações a serem extraídas dos estudos selecionados/categorização dos estudos, avaliação dos estudos incluídos na revisão, interpretação dos resultados, apresentação da revisão/síntese do conhecimento;máximo 10 laudas e até 50 referências;

Artigo Relato de Experiência

Relatos de Experiência: descrição de intervenções e experiências em Enfermagem e em áreas afins;máximo 10 laudas e até 10 referências; 

Artigo de Reflexão

Artigos Reflexivos: são textos de especial relevância que trazem contribuições ao pensamento sobre a Enfermagem e áreas afins;máximo de 8 laudas e até 10 referências.

Original

Pesquisas ou Artigos Originais: incluem artigos com abordagens metodológicas quantitativas e qualitativas de caráter originais e inéditos que possam contribuir para a construção do conhecimento na Área da Enfermagem e áreas afins. Segue orientações para os casos especiais;máximo 15 laudas e até 50 referências; 

Artigo Resenha

Resenha de livro: síntese e análise crítico-reflexiva sobre obra lançada recentemente de interesse para a área de Enfermagem e Afins.

Política de Privacidade

Os nomes e endereços informados nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.