Orientação da atenção primária à saúde em uma equipe de saúde da família em Aracaju, Sergipe

Autores

Palavras-chave:

Atenção Primária à Saúde, Unidade Básica de Saúde, Estratégia de Saúde da Família

Resumo

A Atenção Primária à Saúde (APS) é componente chave para o fortalecimento dos sistemas de saúde, que visam alcançar os princípios de integralidade e equidade. No Brasil, a organização da APS é norteada pela Estratégia de Saúde da Família (ESF), que utiliza como um dos principais instrumentos avaliativos o Primary Care Assessment Tool (PCAT). Esse instrumento mede a orientação da APS à luz dos atributos essenciais (acesso de primeiro contato, longitudinalidade, integralidade e coordenação do cuidado) e derivados (orientação familiar e comunitária e competência cultural). O objetivo deste estudo é analisar o desempenho de uma Equipe de Saúde da Família (EqSF) no município de Aracaju, SE, à luz do PCAT, a fim de se obter o grau de orientação da APS. Foram entrevistados 310 adultos cadastrados maiores de 20 anos. Destes, 254 (81,9%) mostraram-se afiliados à Unidade de Saúde, sendo essa amostra utilizada para o cálculo do grau de orientação. O escore geral obtido foi de 6,8, com o valor de 6,66 sendo considerado indicativo de uma boa orientação para APS. Apesar desse resultado, foi percebido que os atributos de acesso, integralidade e orientação comunitária precisam de ajustes para que a equipe possa ofertar um serviço mais resolutivo e de qualidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rubens Araujo de Carvalho, Universidade Federal de Sergipe

Mestre pelo PROFSaude em 2019. Médico de Família que trabalha na Estratégia de Saúde da Família na Unidade de Saúde da Família "João Bezerra" em Aracaju, Sergipe desde 08/04. Preceptor da Disciplina de Saúde Coletiva da Universidade Federal de Sergipe - Campus Lagarto.

Cátia Martins Oliveira , Fundação Oswaldo Cruz

Doutora em Ciências pelo Departamento de Medicina Preventiva da Universidade de São Paulo (FMUSP) - linha de pesquisa Planejamento, Gestão e Avaliação em Saúde. Atua como Pesquisadora no Centro de Desenvolvimento Tecnológico em Saúde (CDTS) da Fiocruz.

Carla Pacheco Teixeira, Fundação Oswaldo Cruz

Doutoranda em Saúde Coletiva (IMS/UERJ). Coordenadora Executiva Nacional do ProfSaúde.

Marcelo Rodrigues Gonçalves, Universidade Federal Do Rio Grande do Sul

Médico de Família. Professor adjunto do Depto Medicina Social e do PPG de Epidemiologia da FAMED/UFRGS. Coordenador científico do Telessaude/RS

Maria Cristina Rodrigues Guilam, Fundação Oswaldo Cruz

Doutora em Saúde Coletiva (IMS/UERJ).

Coordenadora Geral de Educação da Fiocruz.

Coordenadora Acadêmica Nacional do ProfSaúde.

Downloads

Publicado

2022-08-16

Edição

Seção

Artigos Originais