Para além de unidades da língua descontextualizadas: um Projeto Temático de Multiletramentos Críticos à luz do enunciado dialógico bakhtiniano

Autores

Palavras-chave:

Enunciado, Dialogismo, Suspensão Contextual, Educação de Língua Estrangeira, Letramento Crítico

Resumo

O presente artigo objetiva lançar um olhar sobre a teoria dialógica de língua(gem) do círculo de Bakhtin para pensar o processo de ensino e aprendizagem de línguas estrangeiras. Partindo-se dos conceitos de enunciado e dialogismo, discutimos a possibilidade e necessidade de deslocar o foco, no fazer docente, das unidades da língua para unidades de sentido, i.e., os enunciados (SILVA, 2013), superando-se práticas de suspensão contextual que deliberadamente focalizam itens linguísticos como abstrações sistemáticas. Nessa perspectiva, mobilizamos um Projeto Temático de Multiletramentos Críticos, intitulado Trans people in science, que integra o sistema avaliativo do projeto de extensão CLAC/UFRJ, como exemplo de trabalho enunciativo com a língua(gem) e advogamos a importância da teoria bakhtiniana no ensino línguas sempre pautado em interações concretas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rogério Casanovas Tilio, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Rogério Casanovas Tilio possui Doutorado em Letras (Estudos da Linguagem - PUC-Rio, 2006), Mestrado em Linguística Aplicada (Interação e Discurso - UFRJ, 2001), Especialização em Língua Inglesa (PUC-Rio, 1998), Licenciatura em Língua Inglesa (Universidade Santa Úrsula, 1995) e Bacharelado em Ciências Econômicas (UERJ, 1994). É Professor Associado da Faculdade de Letras da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), atuando no Programa de Pós-graduação Interdisciplinar em Linguística Aplicada e no setor de Língua Inglesa. É Coordenador dos cursos de bacharelado e licenciatura em Letras: Português-Inglês e Letras: Português-Alemão. Tem experiência na coordenação de Inglês do PIBID (CAPES) e do programa Idiomas sem Fronteiras (CAPES/SESu-MEC) e na Diretoria da Associação de Linguística Aplicada do Brasil (ALAB). É autor de livros didáticos para o ensino de inglês como língua estrangeira e seus interesses de pesquisa incluem: avaliação e produção de material didático, (multi)letramentos e letramento crítico, educação linguística e formação de professores.

Referências

BAKHTIN, M. Gêneros do Discurso. São Paulo: Editora 34, 2016[1952-1953].

BAKHTIN, M. Notas sobre literatura, cultura e ciências humanas. Trad. Paulo Bezerra. São Paulo: Editora 34, 2017[1970-1971].

BRAIT, B. Análise E teoria do discurso. In: BRAIT, B. (Org.) Bakhtin: outros conceitos-chave. 2. ed. São Paulo, Contexto, 2016, p. 09-31.

BRAIT, B; DE MELO, R. Enunciado/Enunciado concreto/Enunciação. In. BRAIT, B. (Org.) Bakhtin: conceitos-chave. 7. ed. São Paulo, Contexto, 2020, p. 61-78.

BOHN, H. I. O método “soberano” para o ensino e aprendizagem de língua inglesa. In: LIMA, D. C. De (org.). Ensino e aprendizagem de língua inglesa: conversas com especialistas. São Paulo: Parábola, 2009 p. 169-178.

DOWNING, A.; LOCKE, P. English Grammar: a university course. 2. ed. Londres, Nova Iorque: Routledge, 2006.

FORTES, M. S.; ZILLES, A. M. S. Avaliação: uma reflexão. In: LIMA, D. C. de. (Org.) Ensino e aprendizagem de língua inglesa: conversas com especialistas. São Paulo: Parábola Editorial, 2009, 221-233.

GRUPO NOVA LONDRES. Uma Pedagogia dos Multiletramentos: Projetando Futuros Sociais. Tradução de Deise Nancy de Morais, Gabriela Claudino Grande, Rafaela Salemme Bolsarin Biazotti, Roziane Keila Grando. Revista Linguagem em Foco, v.13, n.2, p. 101-145, 2021, p. 101-145. DOI: https://doi.org/10.46230/2674-8266-13-5578

JOSEPH, J. Language and politics. Edinburgh: Edinburgh University Press, 2006.

MARTINS, G. L.; SAMPAIO, T.; TILIO, R. C. Projetos Temáticos de Multiletramentos Críticos: olhares sobre um instrumento pedagógico concebido à luz do letramento sociointeracional crítico em um projeto de extensão. Revista Horizontes de Linguística Aplicada, v. 20, n. 2, p. 1-17, 2021. DOI: https://doi.org/10.26512/rhla.v20i2.39138

RICHARDS, J. C.; RODGERS, T. S. Approaches and methods in language teaching. Cambridge: Cambridge University Press, 2001.

SAUSSURE, F. de. Curso de Linguística geral. Tradução Antônio Chelini, José Paulo Paes, Isidoro Blikstein. 28. ed. São Paulo: Cultrix, 2012[1916].

SILVA, A. P. P. de F. Bakhtin. In: OLIVEIRA, L. (org.) Estudos do discurso: perspectivas teóricas. São Paulo: Parábola, 2013, p. 45-69.

TILIO, R. Guia didático. In: Voices 1: Manual do professor. São Paulo: Richmond, 2016, p. 193 – 248.

TILIO, R. Ensino crítico de língua: afinal, o que é ensinar criticamente?. In: JESUS, D. M.; ZOLIN-VESZ, F.; CARBONIERI, D.. (Org.). Perspectivas críticas no ensino de línguas: novos sentidos para a escola. Campinas: Pontes, 2017, v. 1, p. 19-31.

TILIO, R. C. (Re)interpretando e implementando criticamente a Pedagogia dos Multiletramentos. Revista Linguagem em Foco, v.13, n.2, p. 33-42, 2021. DOI: https://doi.org/10.46230/2674-8266-13-5569

VOLÓCHINOV, V. Marxismo e filosofia da linguagem. São Paulo: Editora 34, 2017 [1929].

Downloads

Publicado

2023-12-18