O ensino-aprendizagem de Língua Portuguesa por meio de gêneros textuais: perspectivas e desafios

Autores

  • Heliud Luis Maia Moura

Palavras-chave:

Ensino-aprendizagem de língua portuguesa, Gêneros textuais, Práticas de ensino

Resumo

O objetivo deste trabalho é analisar o ensino-aprendizagem de língua tendo como espaços didáticos os gêneros textuais, considerando as perspectivas e desafios que esse ensino leva no âmbito da sociedade contemporânea. Tomo como referencial as postulações de Bakhtin (2006, 2010a, 2010b, 2016), Marcuschi (2007, 2008), Nascimento (2014) e Moura (2015), para os quais o ensino de gêneros se constitui como instrumento efetivo de interlocução e de cidadania nas ações sociais mobilizadas nos mais diversos contextos. Para as análises realizadas, centro-me em depoimentos e relatos de experiências de alunos de graduação em Letras da Universidade Federal do Oeste do Pará, nos quais referem às ações de ensino de língua realizadas por professores do Ensino Médio, especificamente a partir das quatros atividades propostas pelos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs) em que detectamos o uso de diferentes tecnologias, desde as mais tradicionais àquelas ligadas a suportes tecnológicos considerados avançados pela sociedade da Hipermodernidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Heliud Luis Maia Moura

Possui Doutorado em Linguística pela Universidade Estadual de Campinas (2013), Mestrado em Estudos Linguísticos pela Universidade Federal de Minas Gerais (2005).

Referências

ANTUNES, I. Aula de português: encontro e interação. São Paulo: Parábola Editorial, 2003.

BAKHTIN, M. Marxismo e filosofia da linguagem: problemas fundamentais do método sociológico da linguagem. São Paulo: Hucitec, 2006.

______. Estética da criação verbal. São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2010a.

______. Para uma filosofia do ato responsável. São Carlos: Pedro & João Editores, 2010b.

______. Os gêneros do discurso. São Paulo: Editora 34, 2016.

FONSECA, J. Linguística e texto/discurso: teoria, descrição, aplicação. Lisboa: Ministério da Educação, Instituto de Cultura e Língua Portuguesa, 1992.

GRAMSCI, A. Os intelectuais e a organização da cultura. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1968.

MARCUSCHI, L. A. Cognição, linguagem e práticas interacionais. Rio de Janeiro: Lucerna, 2007.

______. Produção textual, análise de gêneros e compreensão. São Paulo: Parábola Editoral, 2008.

MOURA, H.L.M. Gêneros textuais e ensino de língua: desafios no contexto da Contemporaneidade. Mimeo, 2015.

NASCIMENTO, E. L. Gênero textuais: da didática das línguas aos objetos de ensino. Campinas, SP: Pontes Editores, 2014.

ONG, W. Oralidade e cultura escrita: a tecnologização da palavra. Campinas, SP: Papirus, 1982.

Downloads

Publicado

2023-12-18