Análise do parâmetro do movimento em verbos de concordância reversa na Língua de Sinais Brasileira (LSB)

Autores

  • Rozana Naves UnB
  • Keyla Maria Santana da Silva Universidade de Brasília
  • Alliny de Matos Ferraz Andrade Universidade de Brasília
  • Bárbara Marcella de Velasco Universidade de Brasília https://orcid.org/0000-0002-8608-6372
  • Enrique Huelva Uniternbäumen Universidade de Brasília

DOI:

https://doi.org/10.34019/1982-2243.2022.v26.38408

Resumo

Neste artigo analisamos o parâmetro do movimento dos verbos de concordância reversa na Língua de Sinais Brasileira (LSB), a fim de explicar a diferença morfossintática entre esses verbos e os demais verbos com concordância (STROBEL; FERNANDES, 1998; QUADROS; KARNOPP, 2004; LOURENÇO; DUARTE, 2014, entre outros). Partindo do trabalho de Huelva Unternbäumen e Naves (2016, 2017), desenvolvemos a hipótese de que a mudança de direcionalidade do parâmetro do movimento nos verbos reversos deve ser analisada como a expressão morfossintática do argumento deslocado (em lugar da expressão morfossintática das respectivas funções gramaticais de sujeito e objeto). Propomos que, enquanto no português as funções gramaticais são cognitivamente mais proeminentes para a marcação de concordância morfossintática, na LSB o elemento cognitivo mais proeminente é o argumento deslocado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Keyla Maria Santana da Silva, Universidade de Brasília

Mestre, Doutoranda pelo Programa de Pós-graduação em Linguística da Universidade de Brasília (UnB/PPGL),

Alliny de Matos Ferraz Andrade, Universidade de Brasília

Mestre, Doutoranda pelo Programa de Pós-graduação em Linguística da Universidade de Brasília (UnB/PPGL)

Bárbara Marcella de Velasco, Universidade de Brasília

Mestre, Doutoranda pelo Programa de Pós-graduação em Linguística da Universidade de Brasília (UnB/PPGL).

Enrique Huelva Uniternbäumen, Universidade de Brasília

Doutor, Professor e pesquisador do Programa de Pós-graduação em Linguística Aplicada da Universidade de Brasília (UnB/PGLA).

Downloads

Publicado

2022-12-19