Gradientes alofônicos de oclusivas alveolares do português brasileiro em uma situação de contato dialetal

  • Denise Pozzani
  • Eleonora Cavalcante Albano

Resumo

Este artigo investiga aspectos gradientes da palatalização das oclusivas alveolares, produzidas
preferencialmente como [tʃ] e [dʒ] diante de /i/ em posição não final. O objetivo é descrever a realização das
africadas de falantes de Jundiaí-SP em processo de variação por contato com a fala mais prestigiada de
Campinas-SP. A análise consistiu em medidas de momentos espectrais do ruído das africadas de cinco
estudantes. Um estudo transversal evidenciou a instabilidade das produções do grupo e uma análise longitudinal,
por sua vez, mostrou diferentes estágios de adesão à nova variante, bem como sua consistência com os resultados
esperados. Sob uma perspectiva gestual, mostra-se que a variação não é categórica ou irreversível.

Publicado
2019-09-13