10) A linguística cognitiva e a filosofia de Wittgenstein

  • Joana Bortolini Franco (USP)
  • Evani Viotti (USP)

Resumo

Inglês: Cognitive linguistics and Wittgenstein’s philosophy
This article discusses some correlations between cognitive linguistics and Wittgenstein’s later philosophy, by comparing texts from the se two lines of thought, namely Lakoff (1987) and Lakoff and Johnson (1999) from cognitive linguistics; and The blue book and Philosophical investigations, by Wittgenstein. We have established similarities in the criticism made by both lines against a general conception of language, and we have pointed out some similarities in the perception of certain specific aspects of language use. By searching coherence between the scientific explanation of cognitive linguistics, and the philosophical description by Wittgenstein, we aim at contributing to a broad discussion of the epistemological basis of cognitive linguistics.
Keywords: cognitive linguistics; Wittgenstein; metaphysical realism; conceptual metaphors; philosophical confusions.

Tradução:
Este artigo tem o objetivo de discutir algumas possibilidades de correlações entre a linguísticacognitiva e a filosofia tardia de Wittgenstein, a partir do cotejo entre textos das duas linhas de pensamento: Lakoff (1987) e Lakoff e Johnson (1999) da linguística cognitiva; e o Livro azul e as Investigações filosóficas, de Wittgenstein. Estabelecemos semelhanças na crítica que ambas as linhas fazem a uma concepção geral da linguagem e apontamos semelhanças na percepção de certos aspectos particulares do funcionamento da linguagem. Ao buscar uma coerência entre a explicação científica da linguística cognitiva e a descrição filosófica de Wittgenstein, pretendemos contribuir para a discussão das bases epistemológicas da linguística cognitiva.
Palavras-chave: linguística cognitiva; Wittgenstein; realismo metafísico ;metáforas conceituais; confusões filosóficas.
Publicado
2016-06-21
Seção
Artigos