A importância da religião no contexto dos cuidados paliativos

Autores

  • Isabel Cristina Bueno Palumbo Universidade Cruzeiro do Sul
  • Carlos Antônio Braga de Souza Universidade Federal do Pará
  • José Augusto Oliveira Dias
  • Leandro de Sousa Rocha Universidade Federal do Pará

DOI:

https://doi.org/10.34019/2237-6151.2022.v19.37790

Palavras-chave:

Cuidados paliativos, religião, espiritualidade

Resumo

E uma pesquisa exploratória e bibliográfica, de abordagem qualitativa e método histórico, resultado de um estudo de doutorado com o objetivo de analisar a relação dos pacientes sob cuidados paliativos e seus familiares com a religião. Em janeiro de 2017 e janeiro de 2018 entrevistou-se 8 pacientes e 3 familiares de pacientes internados em um hospital da cidade de São Paulo especializado em cuidados paliativos. Foi utilizado um roteiro semiestruturado com questões sobre a vivência religiosa antes e depois do adoecimento. Sendo os resultados 8 (72,72%) eram católicos, 2 (18,18%) espíritas e 1 (9,09%) ateu. A maior parte (54,54%), buscou ajuda dentro da própria religião, porém, 2 (36,36%) afirmaram aceitavam socorro de qualquer religião. Confirmando a hipótese que demostrou que (81,81%) buscam apoio na religião quando estão diante da morte.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Isabel Cristina Bueno Palumbo, Universidade Cruzeiro do Sul

Possui graduação em Enfermagem pelo Centro Universitário Herminio Ometto de Araras (1990), mestrado em Bioética pelo Centro Universitário São Camilo (2010) e doutorado em Ciência da Religião pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2018). Especialista em Emergência e Gerenciamento da assistência pela UNIFESP e Estomaterapia pela Faculdade Cleber Leite . Habilitada em ozonioterapia afiliada a ABOZ . Capacitação em podiatria clinica , laserterapia e injetáveis . Atualmente é professora adjunto II da Universidade Cruzeiro do Sul . Leciona as disciplinas de semiologia, semiotécnica , fundamentos de enfermagem , bioética e saúde da criança.

Carlos Antônio Braga de Souza, Universidade Federal do Pará

Graduado em Educação Artística/ Artes Plásticas (1991) pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Na ocasião defendeu o TCC "O Sorriso na Arte". `Possui mestrado em Comunicação e Multimeios pela Universidade Estadual Paulista (UNESP/ Bauru - 2001) com o tema "A Virgem Maria na Pintura Renascentista como Ressignificação da Grande Mãe Paleolítica". Em 2017 defendeu na Pontifícia Universidade Católica (PUC/SP), sua tese de doutorado "Cada nascimento de uma criança intersexual é um tapa na cara da sociedade: uma reflexão sobre religião e gênero na sociedade brasileira". Desde 1995 leciona na UFPA, estando vinculado ao instituto de Ciências Sociais aplicadas (ICSA), onde leciona Arte Brasileira , Cultura Brasileira e Ética na Comunicação. Pesquisa na atualidade a relação entre sexualidades periféricas, arte e religião.

José Augusto Oliveira Dias

Mestre em Ciências da Religião pela Universidade do Estado do Pará- UEPA. Graduado em Licenciatura Plena em Ciências da Religião pela Universidade do Estado do Pará. Pesquisador dos fenômenos nas Áreas Humanas. Pertencente ao Grupo de Pesquisa Movimentos, Instituições e Culturas Evangélicas na Amazônia- MICEA - UEPA e ao Grupo de Pesquisa e Extensão em Arte, Gênero, Informação e Religião - AGIR - UFPA.

Leandro de Sousa Rocha, Universidade Federal do Pará

Discente de Biblioteconomia na Universidade Federal do Pará - UFPA (Início em 2020) e Administração pela Associação Educacional Leonardo da Vinci UNIASSELVI (Início em 2021).  É Pesquisador no Projeto As faces da Deusa: um estudo sobre o simbolismo da Deusa na contemporaneidade amazônica e desenvolve atividades de Extensão no Grupo de Pesquisa e Extensão em Arte, Gênero, Informação e Religião - AGIR/FABIB/ICSA/UFPA.

Referências

Academia Nacional de Cuidados Paliativos. Manual de Cuidados Paliativos. Rio de Janeiro: Diagraphic, 2009.

ARIÈS P. História da morte no ocidente: da Idade Média aos nossos dias. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2017.

CARDOSO, Daniela Habekost; MUNIZ, Rosani Manfrin; SCHWARTZ, Eda; ARRIEIRA, Isabel Cristina de Oliveira. O sentido da espiritualidade na transitoriedade da vida. Esc Anna Nery, 2017. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ean/v21n1/1414-8145-ean-21-01-e20170012.pdf. Acesso em: 23 mar. 2022.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1977.

BENITES, Andréa Carolina; NEME, Carmen Maria Bueno; SANTOS, Manoel Antônio dos. Significados da espiritualidade para pacientes com câncer em cuidados paliativos. Campinas: Estudos de Psicologia, jun. 2017. n. 34 (2), p. 269-279. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0103-166X2017000200269&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 28 mar. 2022.

BOAS, F. As limitações do método comparativo da antropologia (1896). In: CASTRO, C. (org.). Franz Boas: Antropologia Cultural. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2004.

EVANGELISTA, C. B.; LOPES, M. E. L.; COSTA, F. G.; BATISTA, P. S. S.; BATISTA, J. B. V.; OLIVEIRA, A. M. M. Cuidados paliativos e espiritualidade: revisão integrativa da literatura. Revista Brasileira de Enfermagem. mai-jun. 2016. n. 69 (3), p. 591-601. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/reben/v69n3/0034-7167-reben-69-03-0591.pdf. Acessado em: 17 mar. 2022.

FARIA, J. B.; SEIDL, E. M. F. Religiosidade e enfrentamento em contextos de saúde e doença: revisão da literatura. Psicologia: Reflexão e Crítica. dez 2005. n. 18 (3), p. 381-389. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0102-79722005000300012&script=sci_abstract&tlng=pt. Acessado em: 14 mar. 2022.

GADAMER, H. Verdade e método. Petrópolis – RJ: Vozes, 1997.

KOVÁCS, M. J. Espiritualidade e psicologia: cuidados compartilhados. O Mundo da Saúde. abr.-jun. 2007. n. 31 (2), p. 246-255. Disponível em: https://www.saocamilo-sp.br/pdf/mundo_saude/53/12_Espiritualidade.pdf. Acessado em 10 mar. 2022.

LAKATOS, E. M.; MARCONI, M. A. Fundamentos de metodologia científica. São Paulo: Atlas, 1991.

PALUMBO, I. C. B. Quando não há cura, há religião? Pessoas em cuidados paliativos em hospital do município de São Paulo. 2018. Doutorado em Ciências da Religião – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2018.

SANTOS, F. S. (Org.). A Arte de Morrer - visões plurais. v. 2 São Paulo: Comenius, 2009.

SCARPI, P. Politeísmos: as religiões do mundo antigo. São Paulo: Hedra, 2004.

World Health Organization. Palliative Care. Cancer control. Knowledge into action. WHO guide for effective programmes. Geneva – Switzerland, 2007.

Downloads

Publicado

2022-08-26

Como Citar

PALUMBO, I. C. B.; SOUZA, C. A. B. de; DIAS, J. A. O.; ROCHA, L. de S. A importância da religião no contexto dos cuidados paliativos. Sacrilegens , [S. l.], v. 19, n. 1, 2022. DOI: 10.34019/2237-6151.2022.v19.37790. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/sacrilegens/article/view/37790. Acesso em: 26 set. 2022.