Perspectivismo ameríndio e Natureza

Autores

  • Túlio Toledo

DOI:

https://doi.org/10.34019/2237-6151.2020.v17.32655

Palavras-chave:

Perspectivismo, Ameríndio, Yanomami, Floresta, Natureza.

Resumo

Cada cultura humana parece reproduzir de modo diverso os limites que as separam de uma relação mais íntima e natural com uma Natureza pura e interdependente. Este artigo é um convite para adentrar em uma jornada em que o pensamento assume a forma de mergulho íntimo em um Si-mesmo não separado da Natureza, onde habita o reconhecimento de uma experiência da alteridade não dicotômica. Um universo onde o conceito de “religião” não encaixa, ele se esvai na fluidez de um rio de água doce. A sensibilidade ameríndia não aceita rédeas estruturais rígidas e dogmáticas, ela brota no não-lugar do pensamento lógico racional objetificador, como uma espiritualidade não centralizada que, exercita o reconhecimento das infinitas possibilidades de manifestações que o conhecimento pode assumir.

Referências

DANOWSKI, D; VIVEIROS DE CASTRO, E. Há mundo por vir? Ensaio sobre os medos e os afins. Desterro (Florianópolis): Cultura e Barbárie, Instituto Socioambiental, 2014.
DELEUZE, G.; GUATTARI, F. Mil Platôs: Capitalismo e Esquizofrenia. São Paulo: Editora 34, 2012.
DERRIDA, Jacques. O animal que logo sou. São Paulo: Unesp, 2002.
DESCOLA, Philippe. Outras naturezas, outras culturas. Trad. Cecília Ciscato. São Paulo: Editora 34, 2016.
HERRERO, Mariana; FERNANDES, Ulysses. Baré – Povo do rio. Prefácio: O índio em Devir, VIVEIROS DE CASTRO, Eduardo. (org.). Edições Sesc. São Paulo. 2015.
INGOLD, Tim. Estar vivo: Ensaios sobre movimento, conhecimento e descrição. Petrópolis: Vozes, 2012.
_____________ Caminhando com dragões: em direção ao lado selvagem. IN: STEIL, Carlos Alberto e CARVALHO, Isabel C. Cultura, Percepção e Ambiente: Diálogos com Tim Ingold. São Paulo: Ed. Terceiro Nome, 2012.
KOPENAWA, D; ALBERT, B. A queda do céu: palavras de um xamã yanomami. Trad. Beatriz Perrone. São Paulo: Companhia das Letras, 2015.
KRENAK, Ailton. Ideias para adiar o fim do mundo. 1ª ed, São Paulo: Companhia das Letras, 2019.
PAZ, Octavio. O arco e a lira. São Paulo: Cosac Naify, 2012.
VALENTIM, Marco Antônio. Fora do mundo: lugar e sentido da não-humanidade na ontologia fundamental.
VIVEIROS DE CASTRO, Eduardo. Metafísicas Canibais. São Paulo: Ubu Editora, 2018.

Downloads

Publicado

2020-12-31

Como Citar

TOLEDO, T. Perspectivismo ameríndio e Natureza. Sacrilegens , [S. l.], v. 17, n. 2, p. 33–46, 2020. DOI: 10.34019/2237-6151.2020.v17.32655. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/sacrilegens/article/view/32655. Acesso em: 16 abr. 2021.