DA PERSONALIDADE AO DASEIN: PENSAMENTO HEIDEGGERIANO E PRÁXIS CLÍNICA

Palavras-chave: Prática psicológica; Clínica; Fenomenologia; Daseinsanalyse; Personalidade

Resumo

O presente artigo aborda as transformações sobre a ideia de personalidade propostas pela fenomenologia e seus desdobramentos nas teorias e sistemas psicológicos. Discute a desconstrução da abordagem substantiva da consciência proposta pela noção de consciência intencional husserliana e sua radicalização na noção de Dasein heideggeriana, enquanto ausência de propriedades quididativas prévias e pela fusionalidade eu-mundo em constante desenrolar de ser. São aprofundadas as noções heideggerianas de análise e analítica do Dasein e as implicações destes conceitos na práxis clínica em Psicologia. Nessa perspectiva, o exercício clínico é simultaneamente descrição possível, jogo interpretativo e interrogação pela experiência, encontrando-se simultaneamente diante da singularidade do eu e da pluralidade dos entes de seu mundo e das próprias dimensões do existir.

Biografia do Autor

Tatiana Benevides Magalhães Braga, Universidade Federal de Uberlândia
Doutora em Psicologia. Núcleo de Práticas Clínicas
Marciana Gonçalves Farinha, Universidade Federal de Uberlândia
Doutora em Psicologia. Núcleo de Práticas Clínicas
Publicado
2019-11-06