O LAR E O HABITAR PARA MORADORES DE SERVIÇO RESIDENCIAL TERAPÊUTICO

  • Mariana Carneiro Capucho Universidade Federal do Espírito Santo - UFES
  • Teresinha Cid Constantinidis Universidade Federal do Espírito Santo - UFES Programa de Pós graduação em Psicologia Departamento de Terapia Ocupacional http://orcid.org/0000-0001-9712-3362
Palavras-chave: RESIDÊNCIAS TERAPÊUTICAS; HABITAR; SAÚDE MENTAL; DESINSTITUCIONALIZAÇÃO

Resumo

Este estudo tem como objetivo compreender o entendimento de atuais moradores de um Serviço Residencial Terapêutico acerca do significado de lar e habitar. Foi realizada pesquisa qualitativa por meio de entrevistas semi-estruturadas com moradores de Residências Terapêuticas (RT) situadas em cidades de região metropolitana da Região Sudeste do país. A análise temática de conteúdo indicou núcleos de sentido que evidenciaram a casa e o habitar atrelados à presença da família, à liberdade, à autonomia, à proteção. É apontado que a RT não é um lar para todos, a importância da participação do ex-interno do hospital psiquiátrico no processo de passagem da internação para a residência terapêutica e a importância de fortalecimento de laços afetivos do morador.

Biografia do Autor

Mariana Carneiro Capucho, Universidade Federal do Espírito Santo - UFES
Mestre em Psicologia pelo Programa de Pós-graduação em Psicologia da UFES.
Teresinha Cid Constantinidis, Universidade Federal do Espírito Santo - UFES Programa de Pós graduação em Psicologia Departamento de Terapia Ocupacional
Possui mestrado em Psicologia Social pelo Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo - IP-USP (2000) e doutorado em Psicologia pela Universidade Federal do Espírito Santo - UFES (2011). É professora adjunta IV do Curso de Terapia Ocupacional da Universidade Federal do Espírito Santo - UFES e professora colaboradora do Programa de Pós Graduação em Psicologia - PPGP-UFES. Tem experiência na área de saúde mental, atuando principalmente nos seguintes temas: produção de cuidado em saúde mental; sofrimento psíquico e familiares; atividade/ ocupação e saúde mental
Publicado
2019-11-06