Relação entre consciência morfológica e a escrita em crianças do ensino fundamental

  • Márcia Maria Peruzzi Elia da Mota
  • Acácia Aparecida Angeli dos Santos
  • Jaqueline Dias
  • Nádia Paiva
  • Stella Mansur- Lisboa
  • Danielle Andrade Silva
Palavras-chave: habilidade linguística, consciência metalingüística, alfabetização, avaliação psicológica

Resumo

O presente estudo teve como objetivo verificar a contribuição da consciência morfológica para a aquisição da escrita em 52 crianças de uma escola de ensino fundamental federal situada na Zona da Mata mineira. Dentre elas, 25 cursavam a primeira série (média de idade 95,9 meses, dp=3,8) e 27 estavam na segunda-série (média de idade 106,5 meses e dp=3,9). No sistema atual, essas séries corresponderiam ao segundo e terceiro ano do Ensino Fundamental. Os instrumentos utilizados para a coleta de dados incluíram o ditado de um texto e duas tarefas para a avaliação da consciência morfológica. Os resultados indicaram que as crianças da 2ª série não apresentaram escores significativamente superiores às da 1ª série na escrita medida pelo ADAPE. Ao lado disso, identificou-se a existência de índices de correlação altamente significativos entre o desempenho na escrita e em uma das tarefas de consciência morfológica. Os resultados obtidos são similares aos de alguns estudos recuperados, mas dada à existência de outros, com achados controversos, sugere-se que pesquisas similares que controlem outras habilidades linguísticas sejam futuramente realizadas.
Publicado
2017-12-07
Seção
Artigos