Há Contribuições Diferentes da Morfologia Derivacional e Flexional para a Escrita?

  • Márcia Maria Peruzzi Elia da Mota
  • Pedro Viana de Freitas Júnior

Resumo

O presente estudo investigou a relação entre a consciência morfológica e a escrita em 111 adolescentes matriculados no 6º ano de uma escola públicana região urbana do Estado do Rio de Janeiro. Os adolescentes tiveram que realizar duas tarefas de consciência morfológica, focando na morfologiaderivacional e flexional, e uma tarefa de escrita, o subteste do Teste de Desempenho Escolar (TDE). Os resultados das regressões mostraram que, paraessa amostra, a morfologia derivacional faz uma contribuição significativa após o controle da idade e da consciência fonológica para a escrita, mas amorfologia flexional não. Os resultados são discutidos à luz das teorias recentes sobre o papel dos morfemas para a escrita.
Publicado
2017-09-26
Seção
Artigos