Mídia, memória e testemunho em Argentina, 1985: relatos da ditadura no Juicio a las Juntas

Autores

DOI:

https://doi.org/10.34019/1981-4070.2023.v17.41887

Palavras-chave:

Argentina, Cinema, Memória, Política, Testemunho

Resumo

Por meio dos conceitos de “mídia”, “memória” e “testemunho”, o presente trabalho realizou uma análise do filme Argentina, 1985 (2022), buscando compreender o que o Juicio a las Juntas significou para o povo argentino no ano de 1985. Deste modo, além de uma contextualização da ditadura militar vivida no país latino-americano, também assinalamos as características da transição democrática e como isso é evidenciado em significações por meio das imagens do longa-metragem. Este artigo analisa o filme como uma obra que busca exercitar a memória nacional argentina, relembrando os horrores da ditadura por meio dos relatos de testemunhos e reforçando o papel de personagens importantes, como os promotores Julio César Strassera e Luis Moreno Ocampo, responsáveis por criminalizar os militares que provocaram diversas violações de direitos humanos em uma das ditaduras mais brutais da América Latina. De um modo geral, esse contexto é promovido conforme o filme constrói as relações interpessoais dos protagonistas e cria um antagonismo entre a nova e a velha política que surgia na Argentina da década de 1980, tratando de reforçar a importância do julgamento para a atual identidade política e democrática do povo argentino.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eduardo Comerlato, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS). Possui Mestrado em Ciências da Comunicação (Unisinos) e Graduação em Jornalismo (PUCRS).

Referências

ARGENTINA, 1985. Direção: Santiago Mitre. Produção: Axel Kuschevatzky, Federico Posternak, Agustina Llambi Campbell, Ricardo Darín, Santiago Mitre, Santiago Carabante, Chino Darín e Victoria Alonso. Buenos Aires: Amazon Studios, La Unión de los Ríos, Kenya Films e Infinity Hill. 2022. 140 min.

CAPELATO, M. H. Memória da ditadura militar argentina: um desafio para a história. Clio - Revista de Pesquisa Histórica, v. 1, n. 24, p. 61-81, 2006. Disponível em: <https://bit.ly/3uWfnSm>. Acesso em: 19 ago. 2023.

D'ANTONIO, D. Los Consejos De Guerra Durante La Última Dictadura Militar Argentina (1976–1983). Iberoamericana: Nordic Journal of Latin American and Caribbean Studies, n. 45, v. 1, p. 19-36, 2016. DOI: <https://doi.org/10.16993/iberoamericana.3>.

DIDI-HUBERMAN, G. Povo em lágrimas, povo em armas. São Paulo: N-1 Edições, 2021.

GUTFREIND, C. F.; STIGGER, H. Resgate do real nos filmes biográficos sobre a ditadura militar. In: GERBASE, C.; GUTFREIND, C. F. (Orgs.). Cinema em choque: diálogos e rupturas. Porto Alegre: Sulina, 2013, p. 177-194.

HUYSSEN, A. Seduzidos pela memória: arquitetura, monumentos, mídia. Rio de Janeiro: Aeroplano, 2000.

O'DONNELL, G. Contrapuntos: Ensayos escogidos sobre autoritarismo y democratización. Buenos Aires: Paidós, 1997.

OLIVEIRA DOURADO, M. F. Memória e Esquecimento em Paul Ricoeur: A ideologia política camuflada na anistia. Cadernos PET Filosofia, v. 8, n. 16, p. 1-11, 2017. DOI: <https://doi.org/10.26694/pet.v8i16.1986>.

PRADO, M. L; PELLEGRINO, G. História da América Latina. São Paulo: Contexto, 2022.

RICOEUR, P. A memória, a história, o esquecimento. Campinas: UNICAMP, 2007.

RICOEUR, P. Tempo e narrativa: a intriga e a narrativa histórica. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2010.

SCHEJTMAN, N. Pantalla partida: 70 años de televisión y política en Canal 7. Buenos Aires: Planeta, 2021.

TORRE, J. C.; RIZ, L. Argentina, 1946-1990. In: BETHELL, L. (Ed.). Historia de América Latina 15: Cono Sur desde 1930. Barcelona: Crítica, 2002, p. 60-155.

TRIBESS, C. Comparação, História e Transições - Os casos de Brasil e Argentina entre 1979 e 1989. Revista Eletrônica de Ciência Política, v. 1, n. 1, p. 101-117, 2010. DOI: <http://dx.doi.org/10.5380/recp.v1i1.18536>.

Downloads

Publicado

2023-12-30

Como Citar

COMERLATO, E. Mídia, memória e testemunho em Argentina, 1985: relatos da ditadura no Juicio a las Juntas. Lumina, [S. l.], v. 17, n. 3, p. 103–119, 2023. DOI: 10.34019/1981-4070.2023.v17.41887. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/lumina/article/view/41887. Acesso em: 23 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos