Música e som nos curtas-metragens de Jean-Luc Godard dos anos 1950

Autores

DOI:

https://doi.org/10.34019/1981-4070.2021.v15.27395

Palavras-chave:

Jean-Luc Godard, Curta-Metragem, Música, Som, Análise Fílmica

Resumo

Jean-Luc Godard fez cinco curtas-metragens nos anos 1950: Operação concreto (Opération béton, 1954), Uma mulher faceira (Une femme coquette, 1955), Charlotte e Véronique: todos os rapazes se chamam Patrick (Charlotte et Véronique: tous les garçons s´appellent Patrick, 1957), Charlotte e seu namorado (Charlotte et son Jules, 1959), além de Uma história de água (Une histoire d´eau), filmado por Truffaut em 1958 e montado por Godard posteriormente. Por meio da identificação das peças musicais e de análise fílmica das relações da música com as imagens e com os outros sons, objetivamos ressaltar aspectos formais da distribuição dos trechos musicais ao longo desses filmes, além de associações de significados. Observamos, assim, várias características importantes da obra posterior de Godard já presentes nesses curtas: o uso de peças preexistentes do repertório clássico, como as de Beethoven, compositor prevalente ao longo de toda a obra do diretor; a repetição da mesma música num só filme e/ou o retorno das mesmas peças musicais em filmes distintos, com o reaproveitamento constante de materiais ao longo da obra; a fragmentação da música em pontos não usuais, causando estranhamento no espectador; a presença de um comentário over verborrágico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luíza Beatriz Alvim, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Doutora em Comunicação pela ECO-UFRJ, pós-doutoranda em Música na UFRJ.

Referências

ALVIM, Luíza Beatriz. Godard e o eterno retorno da música. Imagofagia: Revista de la Asociación Argentina de Estudios de Cine y Audiovisual, n.13, p. 1- 23, 2016. Disponível em: http://www.asaeca.org/imagofagia/index.php/imagofagia/article/view/1089/0. Acesso em: 16 mar. 2021

ALVIM, Luíza Beatriz. A música clássica preexistente no cinema de diretores da Nouvelle Vague – anos 50 e 60. 2017. 272 p. Tese (Doutorado em Música) - Programa de Pós-Graduação em Música, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2017a. Disponível em: http://www.repositorio-bc.unirio.br:8080/xmlui/handle/unirio/11583. Acesso em: 16 mar. 2021.

ALVIM, Luíza Beatriz. A música no cinema de Robert Bresson. Curitiba: Appris, 2017b.

BAECQUE, Antoine de. Godard: biographie. Paris: Grasset, 2010.

BEETHOVEN, Ludwig van. Rondo a Capriccio für das Pianoforte: op. 129. Leipzig: Breitkopf & Härtel, [1865].

BORDWELL, David. Narration in the fiction film. Madison: University of Wisconsin Press, 1985.

BRESCHAND, Jean. La voix là. In: ERMAKOFF, Catherine; MORRISSEY, Priska. (coord.), Voix off: qui nous parle? (dossier). Vertigo, n.26, p. 13–18, 2004.

BROWN, Royal. Overtones and undertones: Reading film music. Berkeley: University of California Press, 1994.

CHION, Michel. A audiovisão: som e imagem no cinema. Lisboa: Texto & Grafia, 2011.

GORBMAN, Claudia. Auteur music. In: GOLDMARK, Daniel; KRAMER, Lawrence; LEPPERT, Richard (org.). Beyond the soundtrack: representing music in cinema. Los Angeles: University of California Press, 2007, p. 149 - 162.

LITWIN, Mario. Le film et sa musique: création-montage. Paris: Romillat, 1992.

LOESCH, Heinz von. Die Wut über den verlorenen Groschen: “Gemütlicher Witz” oder Zeichen der “Entfremdung?.Bonner Beethoven-Studien, Bonn, v.8, p. 77-88, 2009. Disponível em: http://www.beethoven-haus-bonn.de. Acesso em: 27 jun. 2016.

MARIE, Michel. Quebec – França, voltas, reviravoltas, vaivéns nas duas direções. Rebeca: Revista Brasileira de Estudos de Cinema e Audiovisual, v. 2, n.2, p.86–109, 2013. Disponível em: https://rebeca.socine.org.br/1/article/view/309. Acesso em 16 mar. 2021.

PORCILE, François. La musique à l´écran. Paris: Cerf, 1969.

PUPPO, Eugênio; ARAÚJO, Mateus. Godard: inteiro ou o mundo em pedaços. Catálogo de retrospectiva realizada no CCBB do Rio de Janeiro, 2015.

STENZL, Jürg. Jean-Luc Godard - musicien: Die Musik in den Filmen von Jean-Luc Godard. München: ET + K, 2010.

THOMAS, François. Avant-propos. In: BLUHER, Dominique; THOMAS, François (dir.). Le court métrage français de 1945 à 1968. Rennes: Presses Universitaires de Rennes, 2005a. Disponível em: http://books.openedition.org/pur/2134. Acesso em: 26 set. 2017.

THOMAS, François. Les courts métrages des Cahiers du Cinéma: seize variations sur l´amateurisme. In: BLUHER, Dominique ; THOMAS, François (dir.). Le court métrage français de 1945 à 1968. Rennes: Presses Universitaires de Rennes, 2005b. Disponível em: http://books.openedition.org/pur/2134. Acesso em: 28 jun. 2016.

VISHNEVETSKY, Ignatiy. Neither lost nor found: On the trail of an elusive icon’s rarest film. AV Club, Chicago, 12 abril 2014. Disponível em: https://film.avclub.com/neither-lost-nor-found-on-the-trail-of-an-elusive-icon-1798274566. Acesso em: 16 mar. 2021.

WITT, Michael. Jean-Luc Godard, Cinema historian. Bloomington: Indiana University Press, 2013.

Downloads

Publicado

2021-05-05

Como Citar

ALVIM, L. B. Música e som nos curtas-metragens de Jean-Luc Godard dos anos 1950. Lumina, [S. l.], v. 15, n. 1, p. 63–78, 2021. DOI: 10.34019/1981-4070.2021.v15.27395. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/lumina/article/view/27395. Acesso em: 10 maio. 2021.

Edição

Seção

Artigos