A Publicidade Brasileira em tempos de guerra: análise de peças publicitárias do produto Veedol – aspectos ideológicos e argumentativos

  • Greize Alves da Silva-Poreli Universidade Federal do Tocantins - Campus de Porto Nacional

Resumo

Este trabalho tem por objetivo analisar duas peças publicitárias do lubrificante para carros Veedol, da empresa norte americana Tidewater Petroleum, veiculadas no Brasil em 1942 e 1943, durante a Segunda Guerra Mundial. Partimos de uma possível ideologia de marketing de ‘causa’ que está presente em expedientes linguísticos, em imagens e no contexto histórico. Para isso, analisamos recursos argumentativos encontrados nas duas propagandas, tais como: fatores de textualidade, dêiticos, gráficos, dentre outros.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Greize Alves da Silva-Poreli, Universidade Federal do Tocantins - Campus de Porto Nacional

Professora Assistente II do Curso de Letras, da Universidade Federal do Tocantins, campus de Porto Nacional.

Doutoranda em estudos da Linguagem pela Universidade Estadual de Londrina.

Referências

ALMEIDA, Armando. Depoimento em Hall da Fama da Propaganda Brasileira. Editado por Fernando Reis e Márcia Guedes. In Revista Propaganda. nº. 237, abril, 1976.
CARVALHO, Nelly. O léxico da Publicidade. INTERCOM- Revista Brasileira de Comunicação. São Paulo, Vol. XVIII, nº 1, jan/jun 1995. Disponível em: www.portcom.intercom.org.br. Acesso em 22 dez 2014.
CARVALHO, Nelly. Publicidade: a linguagem da sedução. Série Fundamentos. São Paulo: Ática, 1996.
CHAUÍ, Marilena. O que é ideologia? São Paulo: Brasiliense, 2001.
CITELLI, Adilson. Linguagem e Persuasão. Série Princípios. São Paulo: Ática, 2002.
DURAND, José Carlos Garcia. Formação do Campo Publicitário brasileiro 1930-1970. Relatório 10/2008. FGV-EAESP/GVPESQUISA. Disponível em: http://bibliotecadigital.fgv.br/dspace/bitstream/handle/10438/3025/Rel102008.pdf?sequence=1. Acesso em 15 dez 2014.
FAUSTO, Bóris. História concisa do Brasil. São Paulo: EDUSP, 2009.
FIORIN, José Luiz. Linguagem e ideologia. Série Princípios. São Paulo: Ática, 1988.
HOUAISS, Antonio. Dicionário eletrônico Houaiss da língua portuguesa. Versão 1.0, 2001.
KOCH, Ingedore Villaça. O texto e a construção dos sentidos. 9ª Ed. São Paulo: Contexto, 2009.
RAMOS, Ricardo. 1500-1930: Videoclipe de nossas raízes. In REIS, Fernando et al. (Coords.) História da Propaganda no Brasil. São Paulo, T.A. Queiroz, 1990, p. 1-6.
RAMOS, Ricardo. As fúrias invisíveis. Rio de Janeiro, Record, 2ª ed. 1977.
SANDMANN, Antonio José. A Linguagem da Propaganda. Coleção Repensando a Língua Portuguesa. São Paulo: Contexto, 1993.
Publicado
2016-04-29
Como Citar
SILVA-PORELI, G. A. DA. A Publicidade Brasileira em tempos de guerra: análise de peças publicitárias do produto Veedol – aspectos ideológicos e argumentativos. Lumina, v. 10, n. 1, 29 abr. 2016.
Seção
Artigos