Cinema na América Latina: diversas formas de esculpir o tempo

Autores

  • Mirian Tavares

DOI:

https://doi.org/10.34019/1981-4070.2014.v8.21121

Palavras-chave:

América Latina, Fronteiras, Cinema, Documentário, Ficção, Tempo

Resumo

O cinema na América Latina, apesar das diferenças de condição de produção, difusão e mesmo formais, possui algumas características em comum, como por exemplo, a realização de um cinema político, onde a política é muito mais do que uma questão partidária, emergindo ainda como cinematografias dissonantes, porque não seguem a gramática do cinema mainstream. É uma cinematografia que reflete sobre o sujeito e o espaço-tempo que o envolve. Escolhemos alguns realizadores de 3 países bastantes representativos em termos de produção cinematográfica na região: Argentina, México e Brasil. Dentre os realizadores destes países, selecionamos aqueles que ultrapassam a fronteira entre o documentário e a ficção, cujos filmes, mesmo quando são ficcionais, trazem a marca indelével do real e, quando são documentários, exploram os limites da narrativa, subvertendo a temporalidade cotidiana.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2014-08-15

Como Citar

TAVARES, M. Cinema na América Latina: diversas formas de esculpir o tempo. Lumina, [S. l.], v. 8, n. 1, 2014. DOI: 10.34019/1981-4070.2014.v8.21121. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/lumina/article/view/21121. Acesso em: 13 abr. 2024.