Zona em construção: acesso e mobilidade da recepção na ambiência jornalística

Autores

  • Antônio Fausto Neto UNISINOS
  • Fabiane Sgorla

DOI:

https://doi.org/10.34019/1981-4070.2013.v7.20913

Palavras-chave:

zonas de contato, recepção, jornalismo

Resumo

Discute-se a problemática da recepção – aqui especificada na situação do leitor de jornal – a partir dois conceitos convergentes: “zona de contato” e “zona de interpenetração”. Através de análise de materiais jornalísticos, descreve-se “estratégias de indução do leitor” que são acionadas em contextos da “Sociedade Midiática” e da “Sociedade em vias Midiatização”. Os dados mostram que, apesar das referidas zonas promoverem o acesso/mobilidade do leitor na ambiência jornalística, o trabalho interpretativo feito pelo ator em recepção ultrapassa os horizontes e as expectativas regulatórias da produção nesses espaços, revelando que o mesmo não se fixa aos protocolos de indução. Dinâmicas da circulação que se complexificam na “Sociedade em vias de Midiatização”, instituem acoplamentos entre produtores e receptores, segundo interações que merecem novas pesquisas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2013-06-13

Como Citar

FAUSTO NETO, A.; SGORLA, F. Zona em construção: acesso e mobilidade da recepção na ambiência jornalística. Lumina, [S. l.], v. 7, n. 1, 2013. DOI: 10.34019/1981-4070.2013.v7.20913. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/lumina/article/view/20913. Acesso em: 16 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos