v. 26 n. 2 (2020): Dossiê - Patrimônio e Relações Internacionais
Dossiê

A demanda pela restituição do patrimônio cultural através das relações entre a África e a Europa

Karine Lima da Costa
UFSC
Publicado September 10, 2020
Palavras-chave
  • Patrimônio cultural,
  • Repatriação,
  • Restituição,
  • Bronzes do Benin
Como Citar
Lima da Costa, Karine. 2020. “A Demanda Pela restituição Do patrimônio Cultural através Das relações Entre a África E a Europa”. Locus: Revista De História 26 (2), 193-209. https://periodicos.ufjf.br/index.php/locus/article/view/31068.

Resumo

O presente artigo tem como objetivo analisar a questão da restituição ou repatriação dos bens culturais, especialmente os artefatos da África subsaariana, a partir da publicação do Relatório Savoy-Sarr, concluído em 2018. Analisaremos o caso dos bronzes do Benin, retirados da África no século XIX, e atualmente distribuídos em diferentes instituições museológicas, sobretudo na França e na Inglaterra. Dessa forma, ensejamos que as reflexões aqui apontadas possam inspirar outras possibilidades em relação à restituição patrimonial.

Referências

  1. Abungu, George H. O. “The Declaration: a Contested Issue”. ICOM News, 2004, Focus.
  2. Benjamin, Walter. Magia e técnica, arte e política: Ensaios sobre literatura e história da cultura. São Paulo: Brasiliense, 1987.
  3. Bhabha, Homi K. O Local da Cultura. Belo Horizonte: UFMG, 1998.
  4. Chagas, Mário. “Memória e Poder: dois movimentos”. Caderno de SocioMuseologia, 19, n. 19 (2009): 43-81.
  5. Christofoletti, Rodrigo. 2017. “Patrimônio como esteio das Relações Internacionais: em questão o soft power”. 1o Simpósio Científico ICOMOS Brasil, Belo Horizonte, Brasil, 2017.
  6. Christofoletti, Rodrigo. “O tráfico ilícito de bens culturais e a repatriação como reparação histórica”. Em Bens culturais e Relações Internacionais: o patrimônio como espelho do soft power, Rodrigo Christofoletti, 113-131. Santos (SP): Editora Universitária Leopoldianum, 2017.
  7. Cornu, Marie, e Marc-André Renold. “New Developments in the Restitution of Cultural Property: Alternative Means of Dispute Resolution”, International Journal of Cultural Property, Vol. 17, Issue 1 (Fevereiro de 2010) : 1-31. https://doi.org/10.1017/S0940739110000044
  8. Costa, Karine Lima da. “A quem pertence o patrimônio cultural? Propriedade em debate”. Tempos Históricos, 22 (2018): 100-119.
  9. Costa, Karine Lima da. “Caminhos para a descolonização dos museus: a questão da repatriação das antiguidades egípcias”. Tese de doutoramento, Florianópolis, Universidade Federal de Santa Catarina, 2019.
  10. Gonçalves, José Reginaldo Santos. Antropologia dos objetos: coleções, museus e patrimônios. Rio de Janeiro: Garamond, 2007.
  11. Joy, Charlotte. “African art in Western museums: it’s patrimony not heritage”. AEON, 20 de fevereiro de 2019.
  12. Keitumetse, Susan Osireditse. African Cultural Heritage Conservation and Management: Theory and Practice from Southern Africa. Suíça: Springer, 2016. https://doi.org/10.1007/978-3-319-32017-5
  13. Kiwara-Wilson, Salome. “Restituting Colonial Plunder: The Case for the Benin Bronzes and Ivories”. DePaul Journal of Art, Technology & Intellectual Property Law, vol. 23, Issue 2 (2013): 375-425.
  14. Kowalski, Wojciech. “Les divers types de demandes de récupération des biens culturels perdus”. Museum International, 57, n. 4 (2005): 92-110.
  15. Kynourgiopoulu, Vasiliki. “National Identity Interrupted: The Mutilation of the Parthenon Marbles and the Greek Claim for Repatriation”. Em Contested Cultural Heritage: Religion, Nationalism, Erasure and Exclusion in a Global World, org. Helaine Silverman, 155-170. New York: Springer, 2011. https://doi.org/10.1007/978-1-4419-7305-4_7
  16. Lowenthal, David. The Heritage Crusade and the Spoils of History. UK: Cambridge University Press, 1998. https://doi.org/10.1017/CBO9780511523809
  17. Lowenthal, David. “Conclusion: archaeologists and others”. Em The politics of the past, orgs. Peter Gathercole, e David Lowenthal, 302-314. London and New York: Routledge, 2004.
  18. Lundén, Staffan. Displaying Loot: The Benin Objects and the British Museum. Gothenburg: Gothenburg University, 2016.
  19. Moreira, Joacine K. Proposta de Lei n.o 5/XIV/1 - Aprova o Orçamento do Estado para 2020. Lisboa, 2020.
  20. Opoku-Agyemang, Kwame. “Declaration on the Importance and Value of Universal Museums: Unique Failure of an Arrogant Imperialist Project”. Modern Ghana, 27 de janeiro de 2013, Feature Article.
  21. Opoku-Agyemang, Kwame. “European museums to ‘loan’ looted Benin bronzes to Nigeria?”. Pambazuka News, 27 de abril de 2017, Democracy & Governance.
  22. Prott, Lyndel V. Witnesses to History: a compendium of documents and writings on the return of cultural objects. Paris: UNESCO, 2009.
  23. SARR, Felwine; SAVOY, Bénédicte. 2018. “Restitution report 2018.com”. http://restitutionreport2018.com/sarr_savoy_fr.pdf