Apontamentos para uma análise da acusação por inconfidência: os casos de Sabará e Vila Rica

  • Claudia Cristina Azeredo Atallah UFMG

Resumo

Resumo:
O presente trabalho pretende propor um estudo acerca da acusação
pelo crime e inconfidência e da atuação política do Tribunal de
Inconfidência em fins do Antigo Regime em Portugal. Faremos isso
a partir do estudo da Inconfidência de Sabará (1775) e da chamada
Inconfidência Mineira (1789), bem como do envolvimento de
dois ouvidores nesses conflitos, respectivamente, José de Góes
Ribeiro Lara de Morais e Tomáz Antônio Gonzaga. Gostaríamos
de ressaltar, em tempo, que não será nossa intenção elaborar um
estudo do conceito inconfidência, nossa análise se restringirá à
análise contextual da atuação do referido tribunal.
Palavras-chave:
Inconfidência. Política. Antigo Regime.
Abstract:
This paper intends to propose a study on the prosecution for
the crime and conspiracy and political action of the Court of
Conspiracy in the late Old Regime in Portugal. We will do this by
studying the Conspiracy of Sabará (Inconfidência de Sabará, 1775)
and the Minas Conspiracy (Inconfidência Mineira, 1789), as well
as the involvement of two auditors in these conflicts, respectively,
José de Góes Ribeiro Lara de Morais and Tomás Antônio Gonzaga.
The intention is not to conduct a study of the concept of conspiracy.
Rather, the analysis will be restricted to the contextual analysis of
the performance of the said court.
Keywords:
Conspiracy. Politics. Old Regime.

Publicado
2015-01-17
Como Citar
Atallah, C. C. A. (2015). Apontamentos para uma análise da acusação por inconfidência: os casos de Sabará e Vila Rica. Locus - Revista De História, 19(2). Recuperado de https://periodicos.ufjf.br/index.php/locus/article/view/20745