v. 19 n. 1 (2013): Dossiê - Federalismo nas Américas
Artigos

Regionalismo e ação simbólica: a Revolução de 1932 como drama social

Palavras-chave

  • Revolução de 1932,
  • Regionalismo,
  • Drama Social

Como Citar

Abreu, Marcelo Santos de. 2013. “Regionalismo E ação simbólica: A Revolução De 1932 Como Drama Social”. Locus: Revista De História 19 (1). https://periodicos.ufjf.br/index.php/locus/article/view/20714.

Resumo

O artigo analisa os eventos da Revolução de 1932 como um drama social. Trata-se de pensar o evento político dos anos de 1930 como uma série de interações simbólicas e atos performativos dos atores em conflito. Naquele processo, o regionalismo típico do federalismo, então ameaçado pela centralização, estabelecia os quadros para ação política como ação simbólica.