Avaliação do tratamento antifúngico oral e tópico-oral para a candidíase vulvovaginal

Autores

  • Juliana Barroso Zimmermmann Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Camila Leijôto Freitas Faculdade de Medicina de Barabcena
  • Lines Ferreira Perígolo Faculdade de Medicina de Barbacena
  • Paula Chaves Campos Faculdade de Medicina de Barbacena
  • Renara de Pinho Caldeira Mourão Faculdade de Medicina de Barbacena
  • Silvia Nascimento Bicalho Faculdade de Medicina de Barbacena
  • Dilermando Fazitto Rezende Faculdade de Medicina de Barbacena

Palavras-chave:

Candidíase. Candidíase Vulvovaginal. Terapia.

Resumo

Em avaliação clínica do tratamento oral e tópico oral para a candidíase vulvovaginal, verificou-se que não há diferença entre o tratamento oral e tópico oral (p>0,05). Desta forma, acredita-se que o tratamento oral deva ser estimulado, não associado ao medicamento tópico, pois incrementa o custo, sem benefícios adicionais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Juliana Barroso Zimmermmann, Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Juiz de Fora

Professora da Disciplina Saúde da Mulher da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Juiz de Fora - Departamento Materno Infantil.

Ex- professora de Ginecologia da Faculdade de Medicina de Barbacena

Camila Leijôto Freitas, Faculdade de Medicina de Barabcena

Aluna-estagiária do Serviço de Ginecologia da Faculdade de Medicina de Barbacena

Lines Ferreira Perígolo, Faculdade de Medicina de Barbacena

Aluna-estagiária do Serviço de Ginecologia da Faculdade de Medicina de Barbacena

Paula Chaves Campos, Faculdade de Medicina de Barbacena

Aluna-estagiária do Serviço de Ginecologia da Faculdade de Medicina de Barbacena

Renara de Pinho Caldeira Mourão, Faculdade de Medicina de Barbacena

Aluna-estagiária do Serviço de Ginecologia da Faculdade de Medicina de Barbacena

Silvia Nascimento Bicalho, Faculdade de Medicina de Barbacena

Aluna-estagiária do Serviço de Ginecologia da Faculdade de Medicina de Barbacena

Dilermando Fazitto Rezende, Faculdade de Medicina de Barbacena

Professor de Epidemiologia da Faculdade de Medicina de Barbacena

Downloads

Publicado

2010-02-05

Como Citar

1.
Zimmermmann JB, Freitas CL, Perígolo LF, Campos PC, Mourão R de PC, Bicalho SN, Rezende DF. Avaliação do tratamento antifúngico oral e tópico-oral para a candidíase vulvovaginal. hu rev [Internet]. 5º de fevereiro de 2010 [citado 12º de agosto de 2022];35(3). Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/hurevista/article/view/467

Edição

Seção

Artigos Originais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)