Influência da raça na falta de acesso a serviços odontológicos entre alunos de uma universidade do Sudeste do Brasil

Autores

DOI:

https://doi.org/10.34019/1982-8047.2022.v48.39518

Palavras-chave:

Disparidades em Assistência à Saúde, Acesso aos Serviços de Saúde, Serviços de Saúde Bucal, Grupos Raciais

Resumo

Introdução: Existe uma vasta literatura que relaciona a desigualdade racial às disparidades nos resultados de saúde, revelando que esta é uma importante preditora do estado de saúde. Compreender as diferenças raciais nos padrões de acesso aos serviços de saúde é fundamental para o planejamento de ações e adequação dos serviços à realidade social da população. Objetivo: Identificar a influência da raça na falta de acesso a serviços odontológicos por universitários de uma instituição de ensino superior do município de Juiz de Fora, Minas Gerais. Material e Métodos: Estudo transversal, tipo censo, realizado no formato de web survey. O desfecho foi a falta de acesso a serviços odontológicos. As variáveis independentes foram selecionadas com base no modelo teórico adaptado de Andersen e Davidson para o estudo. Realizaram-se análises bivariadas e regressão de Poisson robusta com intervalos de confiança de 95%. Resultados: Participaram do estudo 1848 estudantes da Universidade Federal de Juiz de Fora. A prevalência de falta de acesso entre pretos e pardos foi de 9,8% e entre brancos e amarelos, 5,6%. Os resultados revelaram disparidades raciais na falta de acesso a serviços odontológicos, que foram explicadas por questões relacionadas ao serviço de saúde bucal e por características individuais de predisposição, capacitadoras e de necessidade. Conclusão: A raça consiste em um fator determinante para falta de acesso a serviços odontológicos, sendo que universitários pretos e pardos experimentam maior dificuldade de acesso, quando comparados aos brancos. Conclui-se que, para neutralizar as fontes de injustiça dentro do campo da saúde bucal, é necessário o aprimoramento e fortalecimento de políticas públicas que se pautem nos princípios de universalidade e equidade e reconheçam o papel da raça e outros marcadores sociais nos resultados de saúde bucal.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Vieira JMR, Rebelo MAB, Martins NMO, Gomes JFF, Vettore MV. Contextual and individual determinants of non‐utilization of dental services among Brazilian adults. J Public Health Dent. 2019; 79(1):60-70.

Travassos C, Viacava F. Acesso e uso de serviços de saúde em idosos residentes em áreas rurais, Brasil, 1998 e 2003. Cad Saude Publica. 2007; 23(10):2490-502.

Gomes AMM, Thomaz EBAF, Alves MTSSB, Silva AAM, Silva RA. Fatores associados ao uso dos serviços de saúde bucal: estudo de base populacional em municípios do Maranhão, Brasil. Cien Saude Colet. 2014; 19(2):629-40.

Stopa SR, Malta DC, Monteiro CN, Szwarcwald CL, Goldbaum M, Cesar CLG. Use of and access to health services in Brazil, 2013. National Health Survey. Rev Saude Publica. 2017; 51(suppl 1):3s.

Herkrath FJ, Vettore MV, Werneck GL. Utilisation of dental services by Brazilian adults in rural and urban areas: a multi-group structural equation analysis using the Andersen behavioural model. BMC Public Health. 2020; 20(1):1-13.

Karam SA, Schuch HS, Demarco FF, Barros FC, Horta BL, Correa MB. Social and racial inequity in self-rated oral health in adults in Southern Brazil. Cad Saude Publica. 2022; 38(3):e00136921.

Peres MA, Macpherson LMD, Weyant RJ, Daly B, Venturelli R, Mathur MR et al. Oral diseases: a global public health challenge. Lancet. 2019; 394 (10194):249-60.

Guiotoku SK, Moysés ST, Moysés SJ, França BHS, Bisinelli JC. Iniquidades raciais em saúde bucal no Brasil. Rev Panam Salud Publica. 2012; 31(2):135-41.

Bastos JL, Celeste RK, Paradies YC. Racial inequalities in oral health. J Dent Res. 2018; 97(8):878-86.

Bastos JL, Boing AF, Peres KG, Antunes JLF, Peres MA. Periodontal outcomes and social, racial and gender inequalities in Brazil: a systematic review of the literature between 1999 and 2008. Cad Saude Publica. 2011; 27(Supl. 2):S141-S153.

Boing AF, Bastos JL, Peres KG, Antunes JLF, Peres MA. Social determinants of health and dental caries in Brazil: a systematic review of the literature between 1999 and 2010. Rev Bras Epidemiol. 2014; 17(Supl. 2):102-15.

Bailey ZD, Krieger N, Agénor M, Graves J, Linos N, Bassett MT. Structural racism and health inequities in the USA: evidence and interventions. Lancet. 2017; 389(10077):1453-63.

Paradies Y, Ben J, Denson N, Elias A, Priest N, Pieterse A et al. Racism as a determinant of health: a systematic review and meta-analysis. PLoS One. 2015; 10(9):e0138511.

Bastos JL, Constante HM, Celeste RK, Haag DG, Jamieson LM. Advancing racial equity in oral health (research): more of the same is not enough. Eur J Oral Sci. 2020; 128(6):459-66.

Jamieson L, Peres MA, Guarnizo-herreno CC, Bastos JL. Racism and oral health inequities: an overview. E Clinical Medicine. 2021; 34:100827.

Lamenha-lins RM, Souza GLN, Feirreira FM, Paiva SM, Bastos JL, Serra-Negra JM. Racismo estrutural e saúde bucal. 1. ed. Belo Horizonte: Comissão Editorial FAO UFMG; 2022.

Andersen RM, Davidson PL. Ethnicity, aging, and oral health outcomes: a conceptual framework. Adv Dent Res. 1997; 11(2):203-9.

Fonseca SGO, Fonseca EP, Meneghim MC. Factors associated with public dental service use by adults in the state of Sao Paulo, Brazil, 2016. Cien Saude Colet. 2019; 25(1):365-74.

Han C. Oral health disparities: racial, language and nativity effects. SSM Popul Health. 2019; 8:100436.

Constante HM, Marinho GL, Bastos JL. The door is open, but not everyone may enter: racial inequities in healthcare access across three Brazilian surveys. Cien Saude Colet. 2021; 26(9):3981-90.

Cohen LA, Bonito AJ, Eicheldinger C, Manski RJ, Macek MD, Edwards RR et al. Behavioral and socioeconomic correlates of dental problem experience and patterns of health care-seeking. J Am Dent Assoc. 2011; 142(2):137-49.

Wu B, Liang J, Plassman BL, Remle RC, Bai L. Oral health among white, black, and Mexican‐American elders: an examination of edentulism and dental caries. J Public Health Dent. 2011; 71(4):308-17.

Kelesidis, N. A racial comparison of sociocultural factors and oral health perceptions. J Am Dent Hyg Assoc. 2014; 88(3):173-82.

Huang DL, Park M. Socioeconomic and racial/ethnic oral health disparities among US older adults: oral health quality of life and dentition. J Public Health Dent. 2015; 75(2):85-92.

Cabral ED, Caldas Júnior AF, Cabral HAM. Influence of the patient's race on the dentist's decision to extract or retain a decayed tooth. Community Dent Oral Epidemiol. 2005; 33(6):461-6.

Phelan JC, Link BG. Is racism a fundamental cause of inequalities in health? Annu Rev Sociol. 2015; 41:311-30.

Costa F, Wendt A, Costa C, Chisini LA, Agostini B, Neves R et al. Racial and regional inequalities of dental pain in adolescents: Brazilian National Survey of School Health (PeNSE), 2009 to 2015. Cad Saude Publica. 2021; 37:e00108620.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (BR). Pesquisa nacional de saúde: 2019; informações sobre domicílios, acesso e utilização dos serviços de saúde: Brasil, grandes regiões e unidades da federação/IBGE, Coordenação de Trabalho e Rendimento. Rio de Janeiro: IBGE; 2020.

Souza EHA, Oliveira PAP, Paegle AC, Goes PSA. Raça e o uso dos serviços de saúde bucal por idosos. Cien Saude Colet. 2012; 17(8):2063-70.

Probst LF, Pucca Junior GA, Pereira AC, Carli AD. Impacto das crises financeiras sobre os indicadores de saúde bucal: revisão integrativa da literatura. Cien Saude Colet. 2019; 24(12):4437-48.

Watt RG, Venturelli R, Daly B. Understanding and tackling oral health inequalities in vulnerable adult populations: from the margins to the mainstream. Br Dent J. 2019; 227(1):49-54.

Teixeira AKM, Angelo GR, Noro LRA. Inequalities in dental care during the life course of young people: a cohort study. Cien Saude Colet. 2018; 23(1):249-58.

Bottan EA, Vitoretti AJ, Santi DG, Silveira EG. Percepção de adolescentes sobre as competências essenciais ao cirurgião-dentista. Arq Cent Estud Curso Odontol. 2015; 51(3):145-51.

Sawyer SM, Afifi RA, Bearinger LH, Blakemore S, Dick B, Ezeh AC, Patton GC. Adolescence: a foundation for future health. Lancet. 2012; 379(9826):1630-40.

Barbosa LNF, Asfora GCA, Moura MC. Ansiedade e depressão e uso de substâncias psicoativas em jovens universitários. Rev. Eletrônica Saúde Mental Álcool Dro. 2020; 16(1):1-8.

Nourijelyani K, Yekaninejad MS, Eshraghian MR, Mohammad K, Foroushani AR, Pakpour A. The influence of mothers’ lifestyle and health behavior on their children: an exploration for oral health. Iran Red Crescent Med J. 2014; 16(2): e16051.

Curi DSC, Figueiredo ACL, Jamelli SR. Fatores associados à utilização dos serviços de saúde bucal pela população pediátrica: uma revisão integrativa. Cien Saude Colet. 2018; 23(5):1561-76.

Deep A, Singh M, Sharma R, Singh M, Mattoo KA. Perceived oral health status and treatment needs of dental students. Natl J Maxillofac Surg. 2020; 11(1):76-80.

Boeira GF, Salas MMS, Araújo DC, Masotti AS, Correa MB, Demarco FF. Factors influencing dental appearance satisfaction in adolescents: a cross-sectional study conducted in Southern Brazil. Braz J Oral Sci. 2016; 15(1):8-15.

Chor D. Desigualdades em saúde no Brasil: é preciso ter raça. Cad Saude Publica. 2013; 29(7):1272-5.

Downloads

Publicado

2023-03-17

Como Citar

1.
de Oliveira Cunha R, Motinha Matos D, Cristina Gonçalves Leite I, Prado Elias G. Influência da raça na falta de acesso a serviços odontológicos entre alunos de uma universidade do Sudeste do Brasil. HU Rev [Internet]. 17º de março de 2023 [citado 18º de julho de 2024];48:1-12. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/hurevista/article/view/39518

Edição

Seção

Artigos Originais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)