Avaliação das condições higiênico-sanitárias das cantinas de escolas públicas de um município do interior de São Paulo

Autores

  • Daniela Almeida do Amaral Centro Universitário Metodista Izabela Hendrix
  • Cláudia Faria de Souza Centro Universitário Metodista Izabela Hendrix
  • Laryanne Soares Barcellos claudianutricaosouza@hotmail.com
  • Petterson Menezes Tonini Centro Universitário Metodista Izabela Hendrix
  • Marco Aurélio Ferreira IPEFAE
  • Cláudia Colamarco Ferreira Centro Universitário Metodista Izabela Hendrix

Palavras-chave:

Ciências da saúde, graduação em Nutrição, alimentação escolar

Resumo

A qualidade e segurança da merenda escolar tem constituído uma preocupação dos municípios brasileiros. O presente estudo objetivou avaliar as condições higiênico-sanitárias das cantinas de escolas públicas de um município do interior de São Paulo. Foram avaliadas 39 escolas da rede pública, por meio da aplicação de listas de verificação in loco ou Check Lists, baseados na legislação específica (RDC nº275/2004) que avalia os itens edificações e instalações; equipamentos, móveis e utensílios; manipuladores; produção e transporte do alimento e documentação. Após a aplicação dos Check Lists os percentuais de adequação foram calculados e as unidades foram enquadradas nos grupos I (acima de 75% de adequação), II (entre 50 e 75% de adequação) e III (abaixo de 50% de adequação) conforme critério estabelecido na RDC nº 275/2004. As análises revelaram que todas as cantinas foram classificadas no grupo III atendendo menos de 50% dos itens avaliados o que demonstra adequação muito abaixo da preconizada pela vigilância sanitária. Nota-se que o bloco de “Edificação e instalações” foi o de maior adequação (47%), enquanto o bloco “Documentação” apresentou o pior resultado (0%). Os demais blocos situaram-se em uma faixa intermediária atendendo 12 a 42% dos itens. A análise complementar demonstrou que as unidades não possuíam balança, termômetro, uniforme para os manipuladores e mobiliário de acordo com as exigências da vigilância sanitária. Os achados demonstram a necessidade de medidas para promover e assegurar a qualidade do serviço prestado, com vistas a proteger a saúde dos alunos assistidos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Arquivos adicionais

Publicado

2013-09-26

Como Citar

1.
Amaral DA do, Souza CF de, Barcellos LS, Tonini PM, Ferreira MA, Ferreira CC. Avaliação das condições higiênico-sanitárias das cantinas de escolas públicas de um município do interior de São Paulo. HU Rev [Internet]. 26º de setembro de 2013 [citado 19º de junho de 2024];38(1 e 2). Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/hurevista/article/view/2017

Edição

Seção

Artigos Originais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)