Avaliação de potenciais indicadores do risco de incidência de cárie em crianças de 6 a 11 anos da cidade de Juiz de Fora, MG.

  • Sólon José Oliveira Leite UFJF
  • Andreia Soares Campos UFJF/SBAC
  • Hanny Reis Mockdeci UFJF
  • Jordânia Santos UFJF
  • Isabel Cristina Gonçalves Leite UFJF
  • Priscila Faria Pinto UFJF
Palavras-chave: Cárie, saliva, Lactobacillus

Resumo

A saliva possui a ação protetora sobre os dentes controlando a microbiota oral, com uma composição mista como resultado da contribuição das várias glândulas bucais, apresenta íons capazes de realizar a manutenção do pH variando entre 6,4 e 6,9 . A manutenção e progressão da lesão cariosa é uma função dinâmica pode ser associada presença dos Lactobacillus, que têm poder de adesão sobre a superfície dentária e podem estabelecer a lesão inicial, gerando componentes ácidos, capazes de aumentar a acidez da saliva. Neste trabalho, 160 amostras de saliva foram coletadas de crianças de 6 a 11 anos alunos da escola Estadual Mercedes Nery Santos, localizada na cidade de Juiz de fora, MG. Foi possível perceber um aumento do fluxo salivar nas crianças dos 4, 5 e 6º anos do ensino fundamental, porém este aumento não foi estatisticamente significativo. A capacidade tampão da saliva foi maior nas amostras dos alunos dos 1,2 e 3º anos, mostrando uma baixa correlação entre fluxo salivar e capacidade tampão. As análises microbiológicas revelaram uma baixa prevalência de Lactobacillus acidophilus nestas amostras. Estes dados, associados aos valores de fluxo salivar e CTS, sugerem que as crianças participantes apresentam uma susceptibilidade moderada-baixa para o aparecimento de cáries.

Biografia do Autor

Sólon José Oliveira Leite, UFJF
Departamento de Bioquímica/ICB da Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora/MG/Brasil
Andreia Soares Campos, UFJF/SBAC
Departamento de Bioquímica/ICB da Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora/MG/Brasil/*Curso de Especialização em Análises Clínicas/SBAC
Hanny Reis Mockdeci, UFJF
Departamento de Bioquímica/ICB da Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora/MG/Brasil
Jordânia Santos, UFJF
Departamento de Bioquímica/ICB da Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora/MG/Brasil
Isabel Cristina Gonçalves Leite, UFJF
Departamento de Saúde Coletiva da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Juiz de Fora
Priscila Faria Pinto, UFJF
Departamento de Bioquímica/ICB da Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora/MG/Brasil
Publicado
2013-01-15
Como Citar
1.
Leite SJO, Campos AS, Mockdeci HR, Santos J, Leite ICG, Pinto PF. Avaliação de potenciais indicadores do risco de incidência de cárie em crianças de 6 a 11 anos da cidade de Juiz de Fora, MG. hu rev [Internet]. 15º de janeiro de 2013 [citado 26º de outubro de 2020];38(1 e 2). Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/hurevista/article/view/1918
Seção
Artigos Originais

Artigos mais lidos pelo mesmo (s) autor (es)